Panelaço em Curitiba nesta quinta (6). | Lineu Filho/Tribuna do Paraná
Panelaço em Curitiba nesta quinta (6).| Foto: Lineu Filho/Tribuna do Paraná

Bairros de Curitiba tiveram “panelaços” contra o programa do PT exibido na noite desta quinta-feira (6). Atos ocorreram no Batel, Bigorrilho, Cristo Rei, Centro, Bacacheri, Cabral, Juvevê, Portão, Água Verde, entre outros bairros. Próximo à Praça da Ucrânia, além de “panelaços”, carros buzinavam durante o pronunciamento. Na Praça da Espanha, cerca de 15 pessoas protestaram com faixas escritas “Fora, Dilma”.

PANELAÇO CURITIBA 06-08-2015

+ VÍDEOS

Veja vídeos dos “panelaços” em Curitiba

Este foi o terceiro panelaço contra Dilma em Curitiba – os anteriores foram nos dias 8 de março e 5 de maio.

Protestos também ocorreram em bairros de pelos menos nove capitais estaduais e no Distrito Federal.

Houve “panelaços” e “buzinaços” em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Palmas, Fortaleza e Recife.

Londrina registra panelaço durante programa do PT na TV

Diversos londrinenses protestaram na noite desta quinta-feira (6) contra o governo Dilma Rousseff. Em alguns pontos no centro da cidade, foi registrado um panelaço durante a exibição, na TV, do programa do PT. Na rotatória da avenida JK com a Higienópolis, um grupo se reuniu para pedir a saída da presidente. Também houve “buzinaço”.

No programa partidário, o PT admite que o país vive uma crise econômica, afirma que o governo está trabalhando para contornar o problema e conclama os brasileiros a não deixar que ela se transforme em uma crise política, que “demora muito, e o sofrimento é imenso”.

Apresentado pelo ator global José de Abreu e com a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, da presidente Dilma Rousseff e do presidente do PT, Rui Falcão, o programa termina com uma ironia aos panelaços, dizendo que o PT foi o partido “que mais encheu a panela dos brasileiros”.

O PT defende que, no governo, evitou por seis anos que a crise internacional chegasse ao Brasil, que hoje o país vive “problemas passageiros na economia” e que há pessoas tentando se aproveitar disso para “criar uma crise política que poderia trazer efeitos bem piores do que uma crise econômica”.

E conclama o cidadão para evitar que isso ocorra: “Hoje, há uma pessoa capaz de evitar uma grave crise política no país: você”. São mostradas imagens de políticos oposicionistas como os senadores Aécio Neves (PSDB-MG), Ronaldo Caiado (DEM-GO) e José Agripino (DEM-RN) e o deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP).

Vídeos em Curitiba

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]