A prefeitura de Curitiba anunciou que vai processar o construtor Rodrigo Oriente, que denunciou um suposto caixa 2 na campanha à reeleição do prefeito Beto Richa (PSDB), no ano passado. A Polícia Federal e a Procuradoria Regional Eleitoral, do Ministério Público Federal do Paraná, investigam o caso. A iniciativa foi divulgada pela assessoria de imprensa da prefeitura, porque o prefeito está de férias. No meio da pior crise pela qual já passou no Executivo, Richa, viajou no domingo e só volta ao Brasil no dia 25. Ele viajou para a Europa com a mulher, Fernanda Richa, e os filhos. A agenda de Richa não prevê compromissos oficiais no período. O recesso em julho também esfriou a possibilidade de ser instalada uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara de Vereadores para investigá-lo sobre as suspeitas de fazer caixa dois para financiar a reeleição em 2008. Para que a CPI seja instalada, são necessárias as adesões de pelo menos 13 dos 38 vereadores. A oposição, no entanto, só conseguiu colher seis assinaturas até agora. Por meio da assessoria, o prefeito de Curitiba disse "não ter nada para esconder", voltando a afirmar que sua prestação de contas à Justiça Eleitoral não contém irregularidades.

Seleto

O PDT vai criar um conselho político formado por 12 prefeitos, 6 vices-prefeitos, 6 vereadores e a bancada estadual e federal. O grupo vai participar das decisões do partido na campanha a governador de Osmar Dias (PDT). A decisão foi anunciada ontem pelo presidente estadual do PDT, Augustinho Zucchi, logo após reunião em Curitiba com 300 vereadores do partido.

Circunstâncias

As alianças também serão discutidas pelo conselho político. Para Zucchi, não é o momento de descartar ninguém e o PMDB não pode dizer que não quer o PDT numa tríplice aliança com o PT porque não é o caso de bem-me-quer ou mal-mequer. "Trata-se de conjuntura política, tem de ter o mesmo entendimento", afirmou.

Livrou

A prefeitura de Foz do Iguaçu quitou ontem uma dívida de R$ 98.174,81, referente à desapropriação de imóveis para ampliação da Avenida República Argentina. Assim, afastou o risco de intervenção do governo do estado no município que havia sido determinado pelo Tribunal de Justiça em razão do não pagamento, segundo o procurador do município, Osli Machado. O processo é de 1991 e a prefeitura vinha pagando várias parcelas para quitar o montante de R$ 790.122,00.

Proibição

A Assembleia Legislativa aprovou ontem o projeto que pune os estabelecimentos que vendem bebidas alcoólicas, cigarros e outros produtos que causam dependência, como cola de sapateiro, a menores de 18 anos. A proposta é do deputado Edson Praczyk (PRB). Quem infringir a lei poderá ser multados ou ter as portas fechadas. O projeto ainda depende de duas votações para ser encaminhado para sanção do governador.

Alencar

Segundo a equipe médica do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, o vice-presidente da República, José Alencar ficou bem disposto ontem. Alencar se recupera de cirurgia para tratamento de obstrução intestinal, realizada na ultima quinta-feira. Alencar já caminha pelo quarto e faz fisioterapia.

Faxinal

A Promotoria de Justiça de Faxinal, na região central do estado, apresentou ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra o ex-prefeito da cidade Juarez Barreto de Macedo. Ele teria sido responsável pelo desvio de R$ 234 mil entre 2001 e 2004, por meio de descontos de cheques do município. O MP pede na Justiça o bloqueio de bens de Macedo e outras duas pessoas que teriam envolvimento no esquema, além da condenação por improbidade.

Pinga-fogo

"Não duvido de que usem as pessoas para desdizer o que saiu no programa. Não estranharia uma armação para confundir a opinião pública."

Do deputado estadual Douglas Fabricio (PPS), que disse que o governo estadual arma dar o troco ao programa CQC da TV Bandeirantes. O humorístico ridicularizou o governo Requião por causa da distribuição dos ônibus escolares. Por isso a emissora oficial do governo, a TV Educativa, viajou para Barbosa Ferraz, cidade que sofria com a falta dos ônibus. A intenção é gravar depoimentos com os mesmos entrevistados que apareceram no humorístico.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]