Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Pastor da 1.ª Igreja Batista de Curitiba, Paschoal Piragine virou celebridade na internet ao longo das últimas quatro semanas. O pronunciamento feito por ele no dia 29 de agosto contra candidatos e partidos que não se comprometem com questões ético-cristãs, em especial o PT, teve 2,9 milhões de exibições no site YouTube. Ele diz que até aceitaria mudar de posição, desde que Dilma se manifestasse formalmente contra o aborto.

"Nossa questão não é contra o PT", explica Piragine. "O fato é que a Dilma tem declarado que nunca falou favoravelmente sobre o aborto, mas há uma série de documentos que comprovam o contrário. O difícil de lidar com essa estrutura é não saber qual é a verdade. Por isso a solução para reverter qualquer boato é se posicionar para valer, de uma forma documental."

Piragine diz que não fez o pronunciamento instigado por questões políticas. "Falei no contexto da minha igreja local e não foi um sermão, foi a manifestação de um posicionamento." Logo depois, ele recebeu o apoio da Ordem dos Pastores Batistas do Brasil, que tem cerca de 10 mil membros.

O pastor também ressalta que se surpreendeu com a repercussão do vídeo na internet. "Não tinha noção do peso das redes sociais." Ele estima que a audiência tenha sido ainda maior, já que o vídeo deu origem a várias cópias.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]