i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Campanha

Dilma critica proposta de equipe de Marina, mas não descarta ajuste fiscal

Antes de ir ao ponto central da questão, Dilma fez críticas a Marina e admitiu que vem promovendo ataques ao programa do PSB, mas não à rival

  • PorFolhapress
  • 25/09/2014 12:06

A presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, deixou em aberto, ao rebater nesta quinta-feira (25) a afirmação de um assessor de Marina Silva (PSB), a possibilidade de realizar um ajuste fiscal na economia em um possível segundo mandato."Agora falaram um ajuste fiscal profundo. Ele não é necessário dessa forma como a candidata diz que fará", disse Dilma em entrevista, sem descartar a hipótese de correções no rumo da política fiscal.

A presidente, que fez campanha em Feira de Santana (BA), havia sido questionada sobre declaração do economista Maurício Rands, da equipe de Marina.

Rands defendeu a necessidade de um "ajuste fiscal grande" a partir do próximo ano para garantir o controle da inflação. "O que a senhora acha desse tipo de perspectiva de futuro?", perguntou uma repórter à presidente, após citar a expressão de Rands.

Antes de ir ao ponto central da questão, Dilma fez críticas a Marina e admitiu que vem promovendo ataques ao programa do PSB, mas não à rival. E classificou o "modelo de política econômica" de sua ex-colega de Esplanada dos Ministérios como "extremamente conservador e neoliberal".

"O grande problema da candidata é que um dia eles dizem uma coisa, no outro dia outra. [...] Não só ela pretende atender prioritariamente aos bancos, como deixou claro no programa dela com a independência do Banco Central, [...] mas também ela tem uma política conservadora. Ela já falou em flexibilizar salários, aliás, direitos trabalhistas, em reduzir o papel dos bancos públicos", afirmou Dilma.

A candidata completou a introdução da resposta justificando a linha ofensiva de sua campanha. "Acontece que a gente responde a fala da candidata, depois, quando se responde, ela se vitimiza e diz que está sendo atacada. Eu não estou atacando a candidata, estou atacando e divirjo do programa da candidata", afirmou.

Em seguida, a presidente entrou no tema propriamente dito e justificou porque um ajuste fiscal tal como defendido por assessores de Marina não seria necessário. "Agora falaram um ajuste fiscal profundo. Ele não é necessário dessa forma como a candidata diz que fará. Porque o Brasil não esta desequilibrado, não tem crise cambial. O Brasil passa com o resto do mundo por um processo de crise que nos não combatemos igual a eles", disse.

A condução da economia sob Dilma tem sido alvo de objeções, entre outros pontos, pela política de maior intervenção em preços administrados, como o da gasolina e da energia elétrica. Críticos afirmam que essas ações podem agravar a inflação.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.