Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida Pública
  3. Eleições
  4. 2014
  5. Evo Morales destaca triunfo de Dilma e continuidade "do modelo de mudança"

Reeleição de Dilma

Evo Morales destaca triunfo de Dilma e continuidade "do modelo de mudança"

Morales acrescentou que o triunfo é um apoio às políticas que buscam o "engrandecimento" dos países e o fim da pobreza

  • EFE
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O presidente da Bolívia, Evo Morales, destacou a vitória deste domingo da presidente Dilma Rousseff e sustentou que representa "a continuidade do modelo de mudança" no Brasil e na América Latina.

"A Bolívia cumprimenta o triunfo da companheira Dilma. Cumprimentamos a continuidade do modelo de mudança no Brasil e na região", declarou o líder na cidade de Shinahota, na zona cocaleira de Chapare, segundo a agência estatal "ABI".

Morales acrescentou que o triunfo é um apoio às políticas que buscam o "engrandecimento" dos países e o fim da pobreza.

Com 99,9% das urnas apuradas, a Dilma somava 51,64% contra 48,36% do candidato do PSDB à presidência, Aécio Neves.

Morales viajou hoje até seu reduto de Chapare para assistir aos atos organizados para comemorar o próprio triunfo eleitoral que obteve no último dia 12 de outubro, com 61% de respaldo nas urnas.

Com essa vitória, Morales ganhou um terceiro mandato até 2020.

O chefe de Estado também completou hoje 55 anos, mas disse perante suas bases que prefere celebrar sua vitória antes que seu aniversário porque considera "vergonhoso" comemorar "um ano menos de vida".

Santos felicita Dilma e espera que continuem trabalhando pela região

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, também felicitou neste domingo sua colega Dilma Rousseff pela reeleição conseguida neste domingo e disse que confia em que vão continuar trabalhando juntos pelo fortalecimento regional.

Em mensagem em sua conta no Twitter, Santos expressou: "Esperamos continuar trabalhando pelo bem de nossos dois países e pela região".

Dilma foi reeleita para um segundo mandato com 51,64% dos votos, contra 48,36% de Aécio Neves, com 99,9% dos votos apurados.

A vantagem de Dilma foi a menor em uma eleição desde o fim da ditadura em 1985.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE