Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Depois de ter o resultado de uma pesquisa de intenções de voto para a Prefeitura de Curitiba questionado na Justiça, o Instituto Datacenso informou que a empresa contratante não realizará a divulgação oficial dos dados coletados. A pesquisa, registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número 04405/2016, foi realizada entre os dias 31 de agosto e 4 de setembro em Curitiba. A divulgação estava prevista para a última segunda-feira (5), mas a Rede Massa, que encomendou a pesquisa, não divulgou o resultado.

A pesquisa foi divulgada em pelo menos outros três veículos. A campanha do candidato Requião Filho (PMDB) questionou na Justiça a metodologia e pediu uma auditoria nos dados. Em resposta, o Datacenso afirmou que “a contratante da pesquisa não a divulgará, pelo que perde o objeto o requerimento que fundamenta o presente processo”.

Os veículos que divulgaram o suposto resultado da pesquisa podem ser multados por divulgação de pesquisa fraudulenta. A campanha de Requião Filho entrou com um pedido de punição e aguarda o posicionamento do juiz eleitoral João Luiz Manassés de Albuquerque Filho.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a divulgação de pesquisa fraudulenta é crime punível com detenção de seis meses a um ano e multa que varia entre R$ 53 mil a R$ 106 mil.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]