Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Ricardo Stuckert/Instituto Lula
| Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula
  • Deputado Ademar Traiano (PSDB)
  • Deputado Jilmar Tatto (SP)

Durou duas horas e quarenta minutos o encontro da presidente Dilma Rousseff com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na sede do Banco do Brasil (BB), na Avenida Paulista, onde fica o escritório da Presidência da República em São Paulo. Dilma deixou o prédio por volta das 18h de ontem. O teor do encontro não foi divulgado pelas assessorias da Presidência e do Instituto Lula. Também estiveram no prédio do BB na tarde ontem o ministro da Fazenda, Guido Mantega, o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, e a presidente da Petrobras, Graça Foster.

Conversa afiada

O deputado Ademar Traiano (PSDB) (foto 1), líder do governo na Assembleia Legislativa, está sendo cotado para assumir o lugar de Durval Amaral (DEM) na chefia da Casa Civil. Durval deve deixar o cargo no próximo mês, para assumir uma vaga de conselheiro no Tribunal de Contas.

Alguns boatos colocaram o senhor com um dos possíveis ocupantes da Casa Civil, após a saída de Durval Amaral. O senhor foi convidado?

Não. Não tem nenhum procedimento, não sei qual é a fonte [dessa informação]. A nomeação é de atribuição exclusiva do governador, tanto de líder [do governo na Assembleia], quanto de chefe da Casa Civil. Estou muito bem como líder.

E se fosse convidado, o senhor aceitaria?

Não vou trabalhar em cima de suposições. Não conheço, até agora, o desejo do governador em relação ao nome para a Casa Civil. É claro que qualquer político com bagagem que fosse convidado sentiria-se prestigiado. Mas prefiro trabalhar com uma coisa concreta.

Outro boato colocaria o senhor como postulante à presidência da Assembleia, em 2013. O senhor é candidato?

Eu não tenho me manifestado em relação a isso, existem talvez alguns parlamentares que aventam isso, mas não é de minha iniciativa. Eu respeito o deputado Valdir Rossoni, tenho uma relação de lealdade com ele há mais de 20 anos.

Prêmio

Estão abertas as inscrições para a 2ª edição do prêmio Francisco Cunha Pereira Filho, promovido a cada dois anos pelo Instituto dos Advogados do Paraná (IAP) e direcionado aos bacharéis em Direito. Neste ano, o tema é "Liberdade de Expressão: Uma nova lei de imprensa?". O prêmio para a melhor monografia é de R$ 50 mil. Além disso, os melhores trabalhos serão publicados na Revista do IAP. As inscrições podem ser feitas até o dia 10 de agosto. Para mais informações, acesse: www.iappr.com.br.

Pinga-fogo

"A oposição é minoria no Congresso porque o povo quis. Ela não ganhou a eleição no Brasil porque o povo preferiu o Lula e a Dilma. Eles querem ganhar no tapetão."

Do deputado Jilmar Tatto (SP) (foto 2), líder do PT na Câmara dos Deputados, sobre a composição da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investigará as relações de Carlinhos Cachoeira com políticos e empresários.

Colaborou: Chico Marés.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]