Em ato anticorrupção, sociedade apresenta projeto de transparência

O movimento "O Paraná que Queremos" apresentará hoje, durante a manifestação contra a corrupção na política, um projeto de lei que estabelece mecanismos para garantir mais transparência na administração pública do estado. A proposta, elaborada pela Associação Paranaense dos Juízes Federais do Paraná (Apajufe) com o apoio da seção paranaense da Ordem dos Advogado do Brasil (OAB-PR), será entregue aos deputados estaduais que já se manifestaram favoráveis ao afastamento dos integrantes da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Paraná.

Leia a matéria completa

Ponta Grossa, Cascavel e Maringá - Além de Curitiba, em ao menos 12 cidades do estado a população irá às ruas hoje em apoio ao movimento "O Paraná que Queremos". Na maioria das cidades, a mobilização encabeçada pela OAB-PR conta com o apoio das associações comerciais, dos sindicatos e grupos de estudantes locais.

O protesto em Maringá, Noroeste do Paraná, contará com a participação de 22 entidades civis que prometem mobilizar todo o centro da cidade com um buzinaço em favor da transparência e da ética na política. Em Cascavel, no Oeste, um microfone estará à disposição da população para manifestações de repúdio à corrupção.

A mobilização em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, será animada por duas duplas sertanejas e um trio elétrico. A intenção será chamar a atenção dos trabalhadores e estudantes para os discursos dos representantes das cerca de 30 entidades locais envolvidas no protesto.

Em Imbituva, também nos Campos Gerais, haverá uma manifestação extraoficial em apoio ao movimento. A mobilização, que é organizada pelo padre Leocádio Vytkowski, ocorrerá na praça da igreja matriz da cidade, a partir das 19 horas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]