Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Celso Araripe (de vermelho) e Jorge Zelada deixam a sede da PF rumo ao Complexo Médico Penal. | Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
Celso Araripe (de vermelho) e Jorge Zelada deixam a sede da PF rumo ao Complexo Médico Penal.| Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

O ex-diretor da área internacional da Petrobras Jorge Zelada e o ex-gerente da estatal Celso Araripe foram transferidos na manhã desta terça-feira (18) para o Complexo Médico Penal (CMP), em Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (veja galeria de fotos). Os dois estavam presos na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, por envolvimento na Operação Lava Jato.

Petrobras pode pagar multa de US$1,6 bi para encerrar investigações nos EUA

Leia a matéria completa

O pedido de transferência foi realizado na sexta-feira (14) pelo delegado da PF Igor Romário de Paula, alegando limitação de espaço na carceragem. A autorização do juiz federal Sergio Moro ocorreu apenas nessa segunda-feira (17).

Outros presos da Lava Jato também já foram transferidos para o CMP, como o lobista Fernando Soares e o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque.

Zelada é suspeito receber para favorecer a contratação da empresa Vantage Drilling Corporation no afretamento do navio-sonda Titanium Explorer. Já Araripe é suspeito de receber R$ 1,4 milhão em propina para favorecer o consórcio responsável pela obra na Reta da Penha, no Rio de Janeiro, com aditivos ao contrato.

  • Fernando Soares, o Fernando Baiano, seria o operador do PMDB no esquema da Lava Jato.
  • Celso Araripe é ex-gerente da Petrobras: da PF para o Complexo Médico Penal.
  • Jorge Zelado foi o substituto de Nestor Cerveró na diretoria internacional da Petrobras.
  • Fernando Baiano: acordo de delação premiada e volta para a PF.
  • Fernando Baiano: homem do PMDB.
  • Doleiro Alberto Youssef: novo depoimento na investigação da Lava Jato.
  • Celso Araripe (vermelho) e Jorge Zelado: transferência para o CMP.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]