i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
mantido no cargo

Falar em “acordo” com STF é desrespeito ao Judiciário, diz Renan Calheiros

Resposta foi dada sobre entendimento de abandonar projeto da Lei do Abuso de Autoridade

    • Brasília
    • Agência O Globo
    • 08/12/2016 18:49
    Renan Calheiros (PMDB-AL) | Marcos Oliveira/Agência Senado
    Renan Calheiros (PMDB-AL)| Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

    Ao deixar o Senado nesta quinta-feira, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse que seria um desrespeito ao Supremo Tribunal Federal (STF) falar em acordo com o Judiciário. Renan deu essa resposta ao ser perguntado se haveria acordo com a Corte para não votar o projeto da Lei do Abuso de Autoridade. Também nesta quinta-feira (8), o ministro Marco Aurélio Mello, autor da liminar que afastava o peemedebista do cargo, disse que houve um acordo para livrar o senador.

    Renan saiu irritado ao ser perguntado sobre isso. Nos bastidores, ele fechou com os líderes dos partidos que não votará o projeto de lei, de sua autoria, mas não quer admitir isso para não parecer que recuou.

    A proposta não foi colocada em discussão nesta quinta.

    “Sinceramente, o que você imagina (sobre um acordo com o Judiciário para abandonar a Lei do Abuso)? Que é possível fazer acordo com o Supremo Tribunal Federal? Isso é um desrespeito ao Poder”, disse Renan.

    Pelas regras, se caso Renan coloque em pauta do projeto, imediatamente será votado o requerimento dos líderes dos partidos pedindo a retirada de urgência da proposta.

    Nesta quinta, os líderes disseram que não há clima para votação da Lei do Abuso de Autoridade e deixaram claro o acordo tácito. O cuidado agora é para não melindrar o presidente do Senado.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

      Receba Nossas Notícias

      Receba nossas newsletters

      Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

      Receba nossas notícias no celular

      WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

      Comentários [ 0 ]

      O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.