Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), disse nesta quarta-feira (5) que vai colocar em votação até julho uma proposta de emenda à Constituição que acaba com voto secreto no Congresso. O peemedebista, porém, reconheceu que há dificuldades para avançar com a proposta pois existem fortes resistências na Casa quanto ao fim do voto secreto. "Ponderei aos líderes que não pode ser questão emocional, discurso fácil. Pedi que cada um analisasse o mérito da proposta, porque na próxima terça-feira, com cada bancada se decidindo, vamos pautar até o início do recesso parlamentar [17 de julho]."

O líder do PSOL, Ivan Valente (SP), comemorou. "O fim do voto secreto está próximo aqui no Congresso Nacional. Nós pessoalmente adotamos a ideia de que a autonomia e a soberania do mandato manda que hoje o voto seja aberto em todos os níveis em nome da democracia e da transparência."

O alcance do projeto ainda não está definido. Eduardo Alves pediu que os líderes partidários discutam com suas bancadas as propostas.

Eduardo Alves defendeu um debate sem emoções. "A matéria não é proibitiva, não constrange a Casa. A Casa tem que decidir sobre todas as matérias, inclusive esta, e antes do recesso pauto essa matéria", disse.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]