Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Divulgação/Apple
| Foto: Divulgação/Apple

O governo do Paraná abriu nesta quinta-feira (30) um processo de licitação para a aquisição de 140 iPhones 6S nas cores cinza espacial ou prata, de 64 GB, com sistema operacional iOS9. O estado ainda vai adquirir 140 películas de vidro temperado (mais caras que a tradicional) e 140 capas originais da Apple de silicone, nas cores cinza ou carvão. O custo máximo da aquisição é de R$ 651.349,30. Apenas com os adicionais de proteção, o custo será de R$ 49.489,30. As informações são do Livre.jor, coletivo curitibano que monitora os bastidores do poder público.

Além das especificações técnicas, o governo pede garantia de 12 meses para o aparelho e a bateria, com certificado válido para todo o território nacional. Segundo a proposta de compra, nenhum proponente pode sugerir a venda do aparelho nas cores ouro rosa ou dourado, nem com memória inferior a 16 GB.

A licitação é uma iniciativa da Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar) e foi publicada no Diário Oficial de quinta-feira.

O projeto partiu do Subgrupo Rede Executiva da Celepar, que atua “junto aos níveis de decisão de governo para o fortalecimento do uso de TI [tecnologia da informação] nos processos de gestão”, segundo o site do órgão. Na licitação, a justificativa destaca que “a aquisição dos aparelhos e acessórios visa atualizar o parque instalado de smartphones que atendem à Rede Executiva do Estado do Paraná”.

A exigência de marca e modelo se justifica porque a Apple restringe a circulação de aplicativos no seu sistema operacional (iOS) apenas aos que foram por ela homologados. “Considerando que esses dispositivos terão acesso à rede privada do Estado do Paraná, onde estão armazenadas informações estratégicas e sigilosas, é fundamental a segurança desse ambiente”, diz a defesa da Celepar.

A validade da proposta é de 90 dias, o critério de julgamento é o de menor preço e as empresas interessadas têm que entregar os aparelhos conforme especificado em até 30 dias depois da emissão da Ordem de Compra.

Procurado pela reportagem, o governo do Paraná afirma que as justificativas cabem à Celepar.

Em nota, a companhia explicou que a Rede Executiva foi implantada em 2012 e fornece aos executivos do governo estadual acesso a informações sobre a administração pública. Composta por soluções de software e hardware, a rede possibilita acesso a dados para tomada de decisões “a qualquer momento e em qualquer lugar”.

“O objeto que está sendo licitado atualiza as plataformas móveis em uso desde a implantação do projeto, e compreende smartphones, bem como, acessórios que objetivam a proteção física dos equipamentos”, diz a Celepar.

Quanto custa um iPhone?

Nesta sexta-feira (1.º), um iPhone nas mesmas especificações custa R$ 4.299,00 (a prazo) ou R$ 3.869,10 (à vista) no site da Apple. Os de 16GB custam R$ 3.599,10 à vista.

No site da rede Pontofrio, o aparelho custa R$ 3.869,10. Na rede Fast, R$ 3.783,87.

Com o valor do site oficial, 140 aparelhos custariam R$ 541.674,00. A proposta da Celepar separa R$ 601.860,00 para os iPhones, com custo unitário médio estimado em R$ 4.299,00.

Com os R$ 49.489,30 gastos em adicionais (proteção de tela e capa), o governo poderia comprar mais 13 aparelhos nos mesmos moldes.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]