i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
OPERAÇÃO CALICUTE

Gravações indicam destruição de provas e que Cabral já sabia que seria preso

Diálogos entre parentes do ex-governador também mostram comentários sobre a transferência do ex-governador para presídio

    • Agência O Globo
    • 25/11/2016 14:02
    O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio cabral, foi preso no último dia 17 de novembro | Fernando Frazão/Agência Brasil
    O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio cabral, foi preso no último dia 17 de novembro| Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

    Conversas de parentes do ex-governador do Rio Sérgio Cabral indicam a destruição de provas do esquema de corrupção liderado pelo peemedebista e reforçam as suspeitas de que o ex-governador já sabia que era preparada uma operação para prendê-lo. Os diálogos gravados pela Polícia Federal com autorização da Justiça foram divulgados pela TV Globo.

    As conversas foram gravadas no dia 17 de novembro, dia em foi deflagrada a “Operação Calicute”, que prendeu Cabral e outras nove pessoas. Os participantes dessa conversa são Fanny Maia, tia de Adriana Ancelmo, mulher de Cabral, e o marido de Fanny, Ricardo Maia.

    Ricardo: Mas ele sabia o que que ele tava fazendo. Esse que é o problema. Né?

    Fani: É... Acabei de falar agora com a Adriana. Mas eles estavam esperando semana que vem.

    Ricardo: Quem, o Rodrigo?

    Fani: É. Lembra que falei que o Rodrigo tava na casa dele semana passada? Ele falou: Fui levar uns negócios que ele pediu, mas depois mandou que levasse de volta, que não era pra ficar nada lá.

    Ricardo: Isso é bom. Sinal de que não devem ter achado nada.

    Prisão de Cabral

    Outros trechos levam a crer que o ex-governador já sabia que seria preso. Cabral foi preso no apartamento onde morava, no Leblon, na Zona Sul do Rio.

    Fani: Laviola ligou pra Célia cinco e meia dizendo que precisava falar com o governador, e que era muito urgente. Célia bateu no quarto e disse que Laviola precisava falar com ele muito urgente. O Sergio já sabia, né?

    Ricardo: Já...

    Fani: Ele se virou e disse pra Célia que a polícia iria bater a qualquer momento.

    Ricardo: Polícia bateu e foram chegando pedindo o telefone da Célia, e pedindo os telefones de todos da casa.

    A suspeita já havia sido levantada por outra gravação, uma conversa entre Wagner Jordão Garcia, apontado como operador financeiro do esquema, e Luís Rogério Gonçalves Magalhães, ex-secretário de Anthony Garotinho, três dias antes da prisão de Cabral. Na conversa, dizem que ‘fatura do Leblon já foi feita’.

    Preocupação com o imóvel

    Em outro diálogo gravado pela PF, o filho de Ricardo e Fani, Pedro, demonstra preocupado com as investigações. Na gravação, Pedro fala sobre uma casa em Miguel (Pereira). O pai, Ricardo, tranquiliza o filho dizendo que a compra do imóvel foi em dinheiro vivo.

    Pedro: Se investigarem pra caralho, pode chegar em mim, né?

    Ricardo: Por que, pô?

    Pedro: Por causa da casa de Miguel.

    Ricardo: Não, foi dinheiro vivo, Pedro. Não teve nenhuma transação do Sérgio Cabral pra gente.

    As escutas da Polícia Federal revelam ainda comentários sobre a transferência do ex-governador para o presídio de Bangu.

    Fani: Tá todo mundo preocupado com o Sérgio em Bangu, né?

    Ricardo: É, mas eu tava falando com mamãe. Não vão mandar ele para lá, né? O cara não é maluco. Se mandar ele pra lá, vão mandar para uma cela especial, separada de tudo, porque o advogado bota.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

      Receba Nossas Notícias

      Receba nossas newsletters

      Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

      Receba nossas notícias no celular

      WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

      Comentários [ 0 ]

      O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.