Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O julgamento do pedido de cassação do mandato do governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT), foi adiado mais uma vez porque um dos ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) passou mal e não pôde comparecer à sessão.

O ministro Fernando Gonçalves se sentiu mal antes do início da sessão e foi encaminhado ao Instituto do Coração (Incor).

De acordo com o presidente do TSE, Carlos Ayres Britto, a votação poderia acontecer sem a presença do ministro Fernando Gonçalves. Entretanto, segundo Ayres Britto, como ele demonstrou interesse em participar do julgamento, a análise do caso foi adiada.

O julgamento deve ser retomado na próxima quinta-feira (26).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]