Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida Pública
  3. Manifestantes ocupam a Assembleia nesta quarta-feira (11); siga

"Pacotaço" do governo

Manifestantes ocupam a Assembleia nesta quarta-feira (11); siga

  • Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Ordem de reintegração de posse foi concedida à Assembleia, mas manifestantes decidiram ignorá-la e manter a ocupação do prédio

Gazeta do Povo
Da redação

Protocolo

Os deputados da oposição protocolaram um mandado de segurança no Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) contra o chamado 'tratoraço', manobra a ser utilizada pelos parlamentares da situação na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) para agilizar a discussão e a votação do 'pacotaço' do Governo do Estado. O desembargador que vai analisar o pedido já foi sorteado.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Colchonetes, cobertores e travesseiros continuam chegando ao plenário da Assembleia Legislativa. Se depender dos manifestantes, eles não deixam o local.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Marchinhas contra Beto

Chegou neste momento ao plenário da Assembleia Legislativa uma fanfarra que está tocando marchinhas contra o governo do Paraná.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Luto

Uma professora de Guaraiçá, no Noroeste do estado, morreu durante viagem para Curitiba, onde participaria dos protestos. Identificada apenas como Cuca, ela teria passado mal durante a viagem.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Tranquilidade

Dentro do plenário o clima é tranquilo. Na entrada há alguns desentendimentos, pois só quem tem o crachá fornecido pela APP-Sindicato tem acesso.

Compartilhe

Baixa

Ele diz, também, que "não tem condição de votar" o projeto nas condições atuais. Entretanto, ele também criticou os manifestantes que invadiram a Assembleia, dizendo que eles foram motivados por razões políticas além do projeto.

Compartilhe

Retirada

O deputado Palozi pediu à bancada do PSC, na sessão da manhã, que o partido solicitasse a retirada do projeto de pauta. Seu pedido não foi atendido.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Protegida

A deputada Maria Victoria (PP) só anda escoltada depois da invasão de ontem na Assembleia. São três integrantes da polícia legislativa ao lado dela, à paisana. Dois homens e uma mulher. Ontem, Maria Victoria teria se trancado no banheiro na invasão e ligado à mãe, a vice-governadora Cida Borghetti, para pedir escolta.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Dr. Rosinha, esfirras e maçãs

Dr. Rosinha, ex-deputado federal pelo PT, discursa para os manifestantes acampados no plenário. Enquanto isso, o pessoal recebe carregamentos de maçãs e de esfirras e maçãs.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Acaba a sessão

Foram votados poucos requerimentos. Um deles, de Requião Filho, pedindo informações sobre o ParanáPrevidência, foi derrubado. Foram aprovados três requerimentos pedindo para deputados se ausentarem do país no carnaval: Alexandre Curi, Felipe Francischini e Maria Victoria.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Cobrança da base

Francisco Bührer, líder do PSDB, fez um discurso duro pedindo que Romanelli, líder do governo, prove que "focinho de porco não é tomada", que explique os projetos, já que a população está cobrando os deputados. Foi aplaudido pelos demais.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Armas: sim ou não?

Nereu Moura, do PMDB, apresenta questão de ordem dizendo que o artigo 108 do regimento interno proíbe policiais com arma de fogo na Assembleia. Traiano diz que considera uma situação excepcional e que só estão portando armas com munição de borracha.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Pregando para convertidos

O líder do governo, Romanelli (PMDB), faz basicamente o mesmo discurso de ontem, defendendo o pacotaço. Curiosamente, "prega para convertidos", já que a oposição se ausentou da sessão.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Pressão do governo

Único deputado estadual a usar da palavra na sessão antes do líder do governo, Luiz Cláudio Romanelli, Adelino Ribeiro (PSL) disse que sofreu pressão do governo para votar a favor do pacotaço. Disse que procurou um secretário de estado por três vezes para pedir uma obra na região de Cascavel. Teria ouvido que, se votasse a favor dos projetos, a obra ocorreria.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Oito ausentes

Palozi, deputado do PP, é o único não oposicionista a se ausentar da sessão.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Comissão geral, parte II

Bancada de apoio ao governo Beto Richa apresenta novamente o requerimento pedindo comissão geral e sessões extraordinárias para esta quinta. Ainda não foi votado.

Compartilhe
Luan Galani
Repórter da Gazeta do Povo

Boatos

Extraoficialmente, corre a notícia de que a reintegração da Alep ocorrerá às 16 horas. O major Breunig, que responde pela operação, garante que não há qualquer indicativo de retomada do prédio. Em solidariedade, diversos manifestantes distribuíram água e chocolates para os PMs.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Marmitas

Chega no plenário um grande carregamento de marmitas. Dizem os organizadores que não é preciso correr ou se estapear que tem pra todo mundo. A preferência é para quem dormiu na Assembleia.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Começa a sessão

Só os sete deputados que tinham assinado a nota da oposição não compareceram. Os 47 governistas estão lá - mesmo os que votaram ontem contra o pedido do governo.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Rone

A tropa de choque da PM faz um segundo cordão de isolamento do prédio onde ocorrerá a sessão.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Sem Sinal

A TV Sinal, que transmite as sessões da Assembleia normalmente, não irá transmitir a sessão de hoje. Segundo a coordenação de comunicação da Casa, o cabo da câmera não chega ao quinto andar, onde os deputados estão reunidos.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Não se mexam!

Espaço onde ocorrerá a sessão é improvisado e bem menor do que o plenário. Repórteres são instruídos a "não se mexer muito".

Compartilhe
Luan Galani
Repórter da Gazeta do Povo

Pela educação

A diretora da Escola Estadual Aline Picheth, Margarete Cordeiro Marinero, 52 anos, desabafa: "Tivemos que recusar diversos alunos. Temos salas vazias, mas não temos o que fazer". Ela está desde segunda na Alep. Só volta pra casa pra dormir.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Imprensa é liberada

Imprensa é liberada para entrar no lugar onde será a sessão. Foram escoltados pela polícia legislativa.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Meio mastro

Manifestantes baixaram a meio pau as três bandeiras que ficam em frente à Assembleia: do Brasil, do Paraná e de Curitiba.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Nota oficial sobre os PMs

A Assembleia nega que os PMs estejam passando a pão e água. Veja a nota oficial.
"Ao contrário do que foi publicado pelo site do jornal Gazeta do Povo, pelo repórter Luan Galani, o gabinete da Casa Militar da Assembleia Legislativa, através do coronel João Jorge dos Santos, esclarece que todos os polícias militares e oficiais que estão atuando na segurança do Legislativo Estadual, desde a manhã de terça-feira (10), estão recebendo total atenção da administração.
Refeições e lanches estão sendo servidos num intervalo médio de quatro horas. Além do almoço de ontem, os policiais receberam lanches durante a noite e madrugada de hoje. Na manhã desta quarta-feira, todos tomaram café e por volta do meio dia foi servido o almoço.
O cel. João Jorge destaca que “os policiais são preparados para situações extraordinárias e que obviamente não é possível fazer uma refeição com o mesmo conforto de casa ao lado da família”. João Jorge esclarece ainda que o suporte dado ao policias está garantido controlar a situação delicada dentro da Assembleia de forma pacífica e exemplar."

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Quem participa?

A oposição anunciou que não participa da sessão de hoje. São seis deputados, mais Nelson Luersen (PDT), que assinou a nota e aparentemente passou a ser oposição formal ao governo Richa. Os outros 12 que votaram contra o requerimento ainda não sabem se irão participar. Se reúnem agora para decidir.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Às claras

Depois de um "apagão", as luzes do plenário, onde estão os manifestantes, voltaram.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Ratinho é o alvo

O repórter da TV Massa entrou no ar ao vivo e a multidão de manifestantes começou a hostilizar o dono do canal, deputado Ratinho Jr., presidente do PSC - que é a favor do pacotaço. Eles gritaram "Fora Ratinho!" em alto e bom som.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Para prefeito

No caminhão de som, manifestantes dizem que vão rejeitar qualquer candidato a prefeito de Curitiba que tenha apoio de Beto Richa.

Compartilhe
Luan Galani
Repórter da Gazeta do Povo

Ambulantes

Vendedores ambulantes aproveitam a oportunidade. As vendas de água, refrigerantes e sorvetes aumentaram 70 porcento desde segunda. O ambulante Vanderlei Gauchão, 42 anos, já conseguiu vender mais de R$ 3 mil.

Compartilhe
Luan Galani
Repórter da Gazeta do Povo

Improviso

Mara Duarte, 46 anos, é professora há 27 anos. Ela e mais 40 professores do núcleo de Pato Branco estão mais de 30 horas no local. Estão sem ir ao banheiro da Alep devido às filas e comem o que o sindicato está distribuindo.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Acaba a luz no plenário

Acaba a luz no plenário. Deputados de oposição e sindicalistas discursavam quando tudo ficou escuro, no meio da fala do deputado Professor Lemos. O som é de uma caixa levada pelos manifestantes.

Compartilhe
Luan Galani
Repórter da Gazeta do Povo

Sem comida

PMs que estão na Alep há pelo menos 24 horas passam só a pão e café. Três policiais confirmaram a informação e pediram anonimato.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Oposição reage

Os deputados de oposição dizem que não concordam com a decisão de fazer a sessão fora do plenário e anunciam boicote à sessão desta tarde.

Compartilhe
Luan Galani
Repórter da Gazeta do Povo

Calmaria

O clima na Alep é de tranquilidade. Centenas de professores estão acampados no local. A PM permanece aqui, mas não dá qualquer sinal de movimentação.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Do blog Caixa Zero

Beto Richa pode negociar tudo do "pacotaço", menos o acesso aos R$ 8 bilhões da previdência dos servidores. Leia o post.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Na Justiça

A oposição já informou que vai à Justiça contra o uso de regime de comissão geral para aprovar os projetos.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Sessão marcada!

O presidente da Assembleia, Ademar Traiano, confirmou sessão ordinária dos deputados para as 14h30 desta quarta. A sessão será no quinto andar do prédio da Assembleia, com segurança garantida pela PM. Só a imprensa entra. A sessão não poderá votar os projetos do pacotaço. É que a sessão desta terça foi considerada encerrada e todos os requerimentos considerados prejudicados. Com isso, desfez-se a comissão geral. A ideia é que o governo reapresente o requerimento de comissão geral nesta quarta. Mas como são necessárias 24 horas antes de ele ser votado, os projetos só poderiam ser apreciados em nova sessão na quinta-feira.

Compartilhe
Carolina Pompeo
Repórter da Gazeta do Povo

Ocupação será mantida

Após analisar a reintegração de posse, o presidente da APP-Sindicato, Hermes Silva Leão, disse que a ocupação da Assembleia será mantida. Segundo ele, o jurídico do sindicato vai analisar as medidas cabíveis contra a decisão judicial.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

"Um governo apressado"

Leia a coluna de Fernando Martins sobre a pressa do governo em aprovar o "pacotaço".

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

De acordo com a PM, o BPTran organizou dois bloqueios de tráfego na região do Centro Cívico, em duas rotatórias. Uma delas é a da Rua Deputado Mário de Barros, que fica próxima aos prédios do Ministério Público e da Secretaria de Segurança Pública. Essa rotatória dá acesso aos palácios de governo. A outra é a da Prefeitura de Curitiba, na Avenida Cândido de Abreu.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Paradeiro de Richa

O governador Beto Richa e alguns assessores próximos estariam desde ontem se reunindo no Chapéu Pensador, a sede da Copel no Bigorrilho.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Reunião de líderes

O presidente Ademar Traiano está neste momento em reunião com os líderes das bancadas para decidir o que fazer. Onde e quando votar.

Compartilhe
Rogério Galindo
Colunista da Gazeta do Povo

Canal da Música

Os boatos são de que os deputados tentariam fazer a votação no Canal da Música. No entanto, como a informação vazou, parece que os planos mudaram.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Canal da Música

Chega a informação de que o contingente de PMs e seguranças destacado para o Canal da Música foi desmobilizado. A informação inicial que recebemos era que o governador Beto Richa (PSDB) iria usar o local seus despachos do dia, ao invés de fazê-los do Palácio Iguaçu.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Por causa dos protestos no Centro Cívico, algumas linhas de ônibus que têm pontos de parada na região sofreram desvios. A estação-tubo Palácio Iguaçu, que fica na Praça Nossa Senhora de Salete, não está recebendo os ônibus que usualmente param ali. As linhas Inter 2, ligeirinho Aeroporto, Fazendinha/Tamandaré e Boqueirão/Centro Cívico estão parando na estação-tubo Prefeitura. A linha Interbairros I está pulando um ponto de parada na praça e a Ahú/Los Angeles desvia o itinerário para não passar por ali.

Compartilhe
Carolina Pompeo
Repórter da Gazeta do Povo

Em reunião

Lideranças da Assembleia estão reunidas neste momento para discutir que medidas a casa tomará em virtude da ocupação do prédio. Uma ordem de reintegração de posse já foi obtida, mas seu cumprimento é incerto por parte dos manifestantes.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

"Sem força contra professor"

Segundo o major Alex Breunig, a orientação é não usar força contra professor.

Compartilhe
Carolina Pompeo
Repórter da Gazeta do Povo

A PM fala

Major Alex Breunig afirma que a ocupação foi tranquila, que não houve atrito com professores e que a PM não foi informada sobre a ação de reintegração. Ele disse que a corporação está no local para preservar a integridade dos manifestantes e que não deve haver uso de força.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Bloqueios no trânsito?

A reportagem também está em contato com a assessoria de imprensa da PM, que responde pelo BPTran, para obter informações sobre os bloqueios, mas ainda não recebeu um retorno.

Compartilhe
Carolina Pompeo
Repórter da Gazeta do Povo

Oficial não descarta o uso de força

O oficial de Justiça disse que a ordem judicial ordenava a desocupação para as 6 horas, momento a partir do qual estaria valendo a multa de R$ 10 mil por hora de ocupação para cada um dos três líderes sindicais citados na liminar. Hamilton Campos não disse até que horas o prédio tem que ser desocupado a partir de agora, mas afirmou que "há possibilidade de uso da força policial".

Compartilhe
Carolina Pompeo
Repórter da Gazeta do Povo

Chegou a notificação 3

Hermes Silva Leão disse que não aceita a alegação de que não foi localizado pelo oficial de Justiça. Irredutível, ele não assinou o documento e foi para uma reunião com o departamento jurídico da APP-Sindicato.

Compartilhe
Carolina Pompeo
Repórter da Gazeta do Povo

Chegou a notificação 2

O presidente da APP-Sindicato, Hermes Silva Leão, não assinou a notificação. Ele alegou que o sindicato estaria sendo punido de forma arbitrária já que a multa vale desde às 5h30 mesmo sem notificação.

Compartilhe
Carolina Pompeo
Repórter da Gazeta do Povo

Chegou a notificação 1

O oficial de Justiça Hamilton Campos acaba de notificar os manifestantes, por meio do presidente da APP-Sindicato, sobre a ordem de reintegração de posse.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Refúgio

Relato é que a movimentação de seguranças e PMs é grande no Canal da Música. Segundo uma fonte, o governador Beto Richa (PSDB) vai usar o local para seus despachos diários, ao invés do Palácio Iguaçu.

Compartilhe
Carolina Pompeo
Repórter da Gazeta do Povo

Circulando 2

O presidente da APP-Sindicato disse ainda lamentar que a Assembleia preferiu o caminho judicial ao invés da negociação com os manifestantes. Caso a notificação da reintegração chegue, ele diz que o texto da ordem judicial será analisado para que, depois, seja decidido o que fazer.

Compartilhe
Carolina Pompeo
Repórter da Gazeta do Povo

Circulando 1

Citado na ação judicial como um dos manifestantes a serem notificados da reintegração de posse, o presidente da APP-Sindicato, Hermes Silva Leão, circula livremente pelo prédio da Assembleia. Ele disse que a reunião com as lideranças da casa, inicialmente programada para às 10 horas, não vai acontecer.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Bloqueios no trânsito

A Secretaria de Trânsito (Setran) informou que os bloqueios de trânsito na região do Centro Cívico ficarão por conta do BPTran. A secretaria monitora a situação do tráfego via Centro de Controle Operacional (CCO). A reportagem busca, junto a Urbs, informações sobre desvios nos itinerários de ônibus.

Compartilhe
Carolina Pompeo
Repórter da Gazeta do Povo

Tensão cresce

A PM se espalhou pela Assembleia. Antes, não havia policiais dentro do prédio (além dos que bloqueavam as passagens aos gabinetes), agora há.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Nota da Assembleia 4

A nota da casa também afirma que a PM está autorizada a usar força para cumprir a reintegração a partir das 5h30, caso a saída dos manifestantes não seja voluntária.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Nota da Assembleia 3

A Assembleia diz ainda que foi estabelecida uma multa de R$ 10 mil para cada um dos três líderes do movimento, por hora, por atraso no cumprimento da ordem. O horário para começar a valer a penalidade foi estabelecido às 5h30.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Nota da Assembleia 2

Segundo a nota, o oficial de Justiça está desde às 3h30 tentando localizar o líder do movimento, Hermes Silva Leão, presidente da APP-Sindicato.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Nota da Assembleia 1

Em nota encaminhada à imprensa, a Assembleia Legislativa informa que a Procuradoria-Geral do Paraná conseguiu um mandado de reintegração de posse para o prédio da casa.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Pressão muda o "pacotaço"

A pressão do funcionalismo fez o governo recuar em vários pontos do "pacotaço". No entanto, professores dizem que não interrompem greve até que os projetos sejam integralmente retirados e cortes da educação sejam sanados.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Manifestantes x PM

Tensão é grande na ocupação do prédio da Assembleia. Manifestantes temem uma reintegração de posse com uso da força. Presença de PMs aumenta no local. Foto: Carolina Pompeo/Gazeta do Povo

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Sem contato

A reportagem tenta contato com a Assembleia para confirmar se foi concedida ou não a ordem de reintegração de posse do prédio. Mas, por enquanto, não obteve sucesso.

Compartilhe
Carolina Pompeo
Repórter da Gazeta do Povo

Sem notificação

Manifestantes afirmam que não houve notificação da reintegração de posse até o momento. Segundo eles, este assunto deve ser discutido na reunião de logo mais, às 10 horas. Do lado de fora da Assembleia, nem sinal do oficial de Justiça mencionado pelo deputado Requião Filho (PMDB).

Compartilhe
Carolina Pompeo
Repórter da Gazeta do Povo

Banheiros fechados

Segundo os manifestantes, mais banheiros da Assembleia foram fechados nesta manhã. Agora são apenas dois disponíveis. O calor é intenso no local, já que o ar condicionado está desligado desde a invasão.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Reintegração de posse 2

O peemedebista questiona o motivo para a ordem judicial. "Meu Deus, cadê o diálogo?", afirmou ele na rede social.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Reintegração de posse 1

O deputado estadual Requião Filho (PMDB) disse que há um oficial de Justiça na porta da Assembleia para notificar os manifestantes sobre a ordem de reintegração de posse do prédio.

Compartilhe
Carolina Pompeo
Repórter da Gazeta do Povo

Negociação

Às 10 horas, uma reunião entre manifestantes, lideranças da Assembleia e o governo estadual deve reabrir as negociações sobre a ocupação do prédio e a greve dos professores.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Comissão geral questionada

A comissão geral, batizada extra-oficialmente de "tratoraço", é questionada pela oposição. O instrumento permite acelerar a tramitação de projetos de lei na Assembleia. Veja como votou cada deputado.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

No embalo

Outro grupo de manifestantes aproveitou o "ímpeto" gerado pelo protesto dos servidores estaduais e aproveitou para criticar o aumento da passagem de ônibus em Curitiba. Eles acamparam em frente à prefeitura. Leia a matéria completa.

Compartilhe
Carolina Pompeo
Repórter da Gazeta do Povo

Café da manhã

Enquanto não há novidades quanto à ocupação e a votação do pacotaço, manifestantes preparam o café da manhã. Água e comida são providenciadas pela APP-Sindicato.

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Relembre

Assembleia Legislativa foi invadida e na terça-feira (11) após deputados estaduais aprovarem a comissão geral para analisar um "pacotaço" do governo do estado. Leia a matéria completa.

Compartilhe
Carolina Pompeo
Repórter da Gazeta do Povo

identificação

Manifestantes que estão no interior da Alep tentam se organizar por meio de fitas e camisetas de identificação. É uma medida para controlar o fluxo e aumentar a segurança, já que muitos manifestantes desconfiam da presença de policiais e pessoas infiltradas entre os grevistas para incitar a violência e espalhar boatos.

Compartilhe
Carolina Pompeo
Repórter da Gazeta do Povo

No interior da Alep a movimentação é intensa: os manifestantes discutem os próximos passos para o terceiro dia de greve. Do lado de fora, o Centro Cívico começa a despertar, manifestantes começam a chegar.

Compartilhe
Carolina Pompeo
Repórter da Gazeta do Povo

Policiamento aumenta

Batalhão de Choque da PM acaba de chegar à Alep. Policiais Militares já fazem um cordão humano na entrada da assembleia. Parece que a partir de agora ninguém entra e ninguém sai. Pode haver reintegração de posse, mas a APP-Sindicato afirma não ter sido notificada ainda. Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

Compartilhe
Carolina Pompeo
Repórter da Gazeta do Povo

PM faz cordão

Um cordão de policiais é estabelecido do lado de fora da Assembleia, o que aumenta a tensão dos manifestantes

Compartilhe
Gazeta do Povo
Da redação

Bom dia, leitores. Começamos aqui a cobertura da ocupação da Assembleia Legislativa do Paraná por manifestantes contrários a um pacote de medidas de austeridade do governo estadual

Compartilhe

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE