i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
transição

Meirelles poderá ocupar outro cargo no governo, diz Temer

Presidente do BC merece aplausos, segundo vice-presidente eleito. Henrique Meirelles não seguirá à frente da autoridade monetária em 2011

  • PorG1/Globo.com
  • 29/11/2010 16:33

O vice-presidente eleito, Michel Temer (PMDB), teceu nesta segunda-feira (29) vários elogios ao atual presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, que está se despedindo do cargo depois de ficar à frente da instituição nos oito anos do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo Temer, Meirelles fez um "trabalho extraordinário e produziu equilíbrio financeiro para o país" na gestão do BC. "Seguramente, ele deve merecer o aplauso do novo governo."

Aliado aos elogios, Temer - que também é presidente nacional do PMDB, sigla a que Henrique Meirelles está filiado - disse que, se o governo Dilma Rousseff puder, ele poderá vir a ser aproveitado em algum outro cargo. "Ele (o atual presidente do BC) é um nome que pode ocupar qualquer posição no país, tem uma experiência extraordinária e, onde estiver, cumprirá (suas funções) com a mesma disposição com que atuou no Banco Central", disse Temer, ponderando, contudo, que tudo isso depende da conjuntura política e da própria presidente eleita, Dilma Rousseff.

Quando indagado sobre o apoio do PMDB para que Henrique Meirelles possa assumir, por exemplo, o ministério que cuidará na nova gestão das áreas de aeroportos e portos, por causa de sua experiência no financiamento de obras de infraestrutura quando presidiu o BankBoston (atual FleetBoston), Michel Temer voltou a dizer que tudo vai depender da conjuntura política e da presidente eleita.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.