Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Richa assina o contrato de metas, observado por Derosso e Ducci: quem não cumpri-las poderá ser demitido | Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
Richa assina o contrato de metas, observado por Derosso e Ducci: quem não cumpri-las poderá ser demitido| Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

A redução do tempo de espera da população para consultas nos postos de saúde da prefeitura de Curitiba é uma das metas do contrato de gestão que o secretariado municipal terá de cumprir até 2012, dentro do novo modelo de administração pública lançado ontem pelo prefeito Beto Richa (PSDB). Segundo o vice-prefeito e secretário da Saúde, Luciano Ducci (PSB), a maior rapidez do atendimento deverá ocorrer tanto nas consultas normais como nas especializadas.

"Essa redução é sempre muito difícil. Ainda não fizemos a discussão interna de quanto podemos melhorar", disse ontem Ducci, durante a assinatura do contrato de gestão entre os secretários e o prefeito. De acordo com Ducci, uma das formas de agilizar as consultas especializadas é ampliar os mutirões de saúde, que já vêm sendo realizados desde o mandato passado.

Ducci afirmou que as metas da Secretaria da Saúde para este ano serão discutidas nas próximas semanas. Segundo o vice-prefeito, entre os objetivos deverão estar a construção de pelo menos 12 unidades de saúde até dezembro. "Se possível, iremos ultrapassar esse número construindo cerca de 50% das 25 unidades prometidas para todos os quatro anos de gestão." Outro desafio da secretaria é manter zerado o número de casos de dengue em Curitiba neste ano, assim como manter o índice de mortalidade infantil abaixo de 10 por mil habitantes.

Na área de ensino, segundo o superintendente da Secretaria de Educação, Jorge Eduardo Wekerlin, o compromisso assumido no contrato de gestão refere-se a três grandes programas: aumento de vagas na educação infantil, aumento de qualidade do ensino fundamental e maior integração com a comunidade.

Wekerlin afirmou que a secretaria tem o compromisso de construir nove centros municipais de educação infantil em 2009, criando 2 mil vagas em creches e pré-escolas. "Pretendemos também aumentar o índice de educação básica, o Ideb. Hoje Curitiba tem o primeiro lugar no Brasil. Mas queremos continuar aumentando esse índice."

A serem definidas

O contrato de gestão foi assinado ontem por todos os secretários e diretores de órgãos municipais. Pelo contrato, cada pasta deverá reduzir os gastos de custeio em pelo menos 10% até dezembro. Outra meta é atingir o índice de 90% de resolução de problemas apontados pela população nas administrações regionais. Atualmente, esse índice é de 92,96%.

A prefeitura também pretende reduzir em 25% o tempo de atendimento de diversos serviços municipais até 2012. Mas a lista dos serviços que terão de ser melhorados ainda não foi definida.

Metas mais específicas e indicadores a serem cumpridos serão discutidos internamente pelas secretarias até 19 de fevereiro. A fim de orientar o secretariado, serão realizadas oficinas para organizar os programas e detalhar as ações de cada pasta.

O prefeito também assinou ontem um decreto que cria a Unidade de Gestão do Plano de Governo, que será formada por técnicos das secretarias de Planejamento, Finanças e de Governo, além de representantes do Instituto Municipal de Administração Pública (Imap) e do gabinete do prefeito. O objetivo do grupo será avaliar o desempenho das secretarias e corrigir rumos, quando necessário. O secretário que não cumprir as metas poderá ser demitido.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]