i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Moradia popular

Minha Casa Minha Vida vira grande trunfo de Dilma para se reeleger

Orçamento do programa terá R$ 1 bilhão a mais neste ano eleitoral. Meta da próxima fase é inflada em 500 mil unidades habitacionais

  • PorAgência O Globo
  • 13/01/2014 21:12
Dilma em inauguração do Minha Casa Minha Vida: R$ 15,8 bilhões previstos em 2014 | Roberto Stuckert Filho/ PR
Dilma em inauguração do Minha Casa Minha Vida: R$ 15,8 bilhões previstos em 2014| Foto: Roberto Stuckert Filho/ PR

Determinada a fazer do programa Minha Casa Minha Vida o grande trunfo da campanha pela reeleição, a presidente Dilma Rousseff acionou as equipes técnicas do governo para concluir com rapidez estudos que lhe permitam lançar, o mais depressa possível, a terceira fase do programa, com uma nova meta: contratar a construção de 3,5 milhões de casas entre 2015 e 2018, contra 2,7 milhões da fase 2, que termina neste ano. Além disso, a verba prevista no orçamento da União para o Minha Casa em 2014 foi aumentada em cerca de R$ 1 bilhão em relação ao ano passado. Segundo o Ministério do Planejamento, em 2014 haverá R$ 15,77 bilhões previstos para o programa.

Quando anunciou a terceira fase do programa, em novembro, o governo estimava construir 3 milhões de casas. Agora, Dilma quer 3,5 milhões. Pesquisas do governo indicam que o Minha Casa tem aprovação da população e grande potencial para render votos.

O potencial político do Minha Casa pode ser medido na própria execução financeira do programa, que não sofre cortes pela área econômica, diferentemente de outros programas que são ajustados ao longo do ano. Em 2013, o Minha Casa recebeu R$ 14,66 bilhões, teve despesas executadas no mesmo valor e pagamentos feitos de R$ 14,02 bilhões.

Mas o núcleo da campanha avalia, com base nas mesmas pesquisas, que a população considera que o programa é considerado uma conquista sem volta. Ou seja, não seria uma grande novidade.

Outro problema para Dilma é que vários conjuntos habitacionais do Minha Casa vêm apresentando problemas – como rachaduras, infiltrações e panes elétricas. E isso pode ser explorado pelos adversários da petista. Por isso, além da pressão para que os estudos técnicos sobre a meta do eventual segundo mandato sejam logo concluídos, a presidente também orientou seus ministros a fazerem correções para evitar os erros mais comuns das etapas anteriores.

Críticas

Para a oposição, aumentar os valores do Minha Casa em ano eleitoral configura oportunismo por parte do Planalto. O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) afirma que o governo está se aproveitando das dificuldades socioeconômicas da população para conseguir mais votos. "Há um grande oportunismo eleitoral em fazer um reforço de R$ 1 bilhão no programa em ano de eleições. O governo usa as fragilidades da população mais pobre para se perpetuar no poder. Mas essa conta será paga um dia pela sociedade, porque está se fabricando uma grande bolha. O grau de inadimplência é altíssimo.

O líder do PT na Câmara, José Guimarães (CE), nega que haja uso eleitoral do programa e disse que o Minha Casa é importante para aquecer a economia e gerar empregos. "Os que são contra ampliar os recursos do Minha Casa Minha Vida para 2014 são os mesmos que votaram contra a criação do programa lá atrás."

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.