Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida Pública
  3. Morre o ex-governador Hosken de Novaes

Memória

Morre o ex-governador Hosken de Novaes

  • Fernando Araújo/Jornal de Londrina
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Morreu na manhã de ontem o ex-governador do Paraná e ex-prefeito de Londrina, José Hosken de Novaes, aos 88 anos. Ele estava internado no hospital Mater Dei, desde o dia 9 de setembro do ano passado e o diagnóstico de sua morte foi de septicemia, broncopneumonia e falência múltipla dos órgãos. Há cerca de quatro anos, sofreu um derrame e foi internado diversas vezes.

O prefeito Nedson Micheleti decretou luto oficial de três dias e em nota oficial lamentou a morte do ex-prefeito, que foi definido por ele como “um político e um administrador íntegro, que sempre zelou pelos bens públicos de forma honesta e responsável. Além disso, tinha espírito visionário, arrojado e ousado, demonstrando essas características quando criou a Companhia de Habitação (Cohab) e o Serviço de Telecomunicações (Sercomtel), em seu mandato como prefeito de Londrina”.

Mineiro da cidade de Carangola, José Hosken de Novaes nasceu em 1917 e no próximo dia 7 de fevereiro iria completar 89 anos. Advogado formado pela Faculdade Nacional de Direito, no Rio de Janeiro (RJ). Em 1942, mudou-se com a família para Londrina. Ele deixou a esposa Adelina Castaldi de Novaes.

Administrou Londrina entre 1963 a 1969, depois de ter sido eleito pela UDN. Criou a Sercomtel, Cohab de Londrina, além da primeira instituição de ensino profissionalizante o Instituto Politécnico de Londrina (Ipolon) e o mercado Shangri-lá.

Prefeito considerado centralizador e rigoroso, ele também foi responsável pelo avanço da rede de saneamento básico da Cidade, da melhoria da pavimentação e do primeiro Serviço de Assistência Médica Municipal e Pronto Socorro Odontológico.

Segundo o jornalista e historiador, Widson Schwartz, a criação da Sercomtel foi um acordo entre o então prefeito Milton Menezes, que apoiou a eleição de Hosken de Novaes. “Milton Menezes não renovou com a companhia privada, que prestava um serviço de telefonia muito ruim. E depois, quando Hosken se elegeu, a Sercomtel foi criada”, contou. A empresa estatal e atualmente de economia mista representou um salto na qualidade das telecomunicações em Londrina.

No governo do estado, ele foi nomeado como vice-governador em 1979 junto com Ney Braga e chegou a assumir o cargo no último ano da administração, quando Ney se desincompatibilizou para concorrer a uma vaga no Senado. Ambos chegaram ao Palácio do Iguaçu através de nomeação do governo militar. Schwartz ainda lembrou que parte da declaração de Ney Braga de apoio ao golpe militar de 1964 foi redigida por Hosken, que lhe valeu a nomeação para o cargo de vice-governador.

Em toda a sua vida pública, Hosken ficou conhecido como o homem que sempre encabeçou as diretivas de seus governos e extremamente eficiente no trato com questões administrativas.

José Hosken de Novaes será velado até as 10 horas da manhã de hoje no Tribunal do Júri, no Fórum de Londrina, e em seguida será sepultado no cemitério Padre José de Anchieta.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE