i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
investigação

Prédio investigado na Lava Jato vira atração turística no Guarujá

    • Folhapress Web
    • 28/01/2016 19:07
    Condomínio Solaris virou atração para turistas que estão no litoral paulista. | Reprodução/Site OAS
    Condomínio Solaris virou atração para turistas que estão no litoral paulista.| Foto: Reprodução/Site OAS

    ”É esse o prédio do Lula?”, pergunta uma mulher ao marido ao passar diante do Condomínio Solaris, na praia das Astúrias, Guarujá (SP). “Fora PT”, grita um motorista de dentro de uma caminhonete.

    As cenas flagradas pela reportagem na tarde desta quinta-feira (28) têm sido rotina principalmente desde que foi deflagrada a nova fase da Operação Lava Jato , a Operação Triplo X, que apura supostas irregularidades envolvendo o condomínio e a empreiteira OAS, nesta quarta-feira (27).

    LAVA JATO: Acompanhe notícias sobre a Operação

    O ex-presidente Lula e sua mulher, Marisa Letícia, compraram em 2005, por meio da cooperativa habitacional Bancoop, uma cota para ter um apartamento no edifício Solaris.

    LINHA DO TEMPO: Um resumo da Lava Jato

    Em 2006, a cota, no valor de R$ 47.695,38, apareceu na declaração de bens de Lula, que concorria à reeleição. Após a cooperativa entrar em crise, o empreendimento foi transferido para a construtora OAS, em 2009. Em novembro do ano passado, a assessoria do ex-presidente afirmou que ele e sua família haviam desistido de ficar com o imóvel. Eles resgataram a cota, segundo a defesa do petista.

    Em fotos e vídeo, conheça o triplex da família de Lula construído pela OAS

    Leia a matéria completa

    Para a proprietária Célia Fernandes, 49, que diz ter comprado um apartamento no condomínio em 2014, já pronto, de um corretor de imóveis, por R$ 420 mil, a situação é “revoltante”. “Sei que meu apartamento está escriturado e totalmente regular. Agora fica uma situação estranha, até um constrangimento no elevador. É revoltante, tem meu suor aqui”, diz a moradora de Itararé (SP), que veio passar as férias no litoral.

    Ao longo da tarde, a reportagem viu uma série de curiosos no local. Uma delas é a publicitária Lia Hirakawa, que possui um apartamento na rua de trás e fotografava o prédio para mostrar aos amigos. “Sempre houve boatos de que o Lula iria morar aqui. Vim olhar um apartamento uma vez e a corretora contou isso como vantagem”, diz.

    Segundo funcionários do prédio, a vidraça foi alvo de pedras na última semana. “Tá famoso. Não param de comentar, tiram foto e tudo. Hoje pela manhã, o guia de uma excursão até parou para mostrar”, conta Ailton Fidelis, 20, auxiliar de zelador do prédio vizinho.

    A arquiteta Juliana Alves, 40, de Campinas (SP), alugou um apartamento no condomínio Solaris por dois dias, a R$ 500 a diária. O imóvel tem três quartos, incluindo uma suíte, banheiro, sala e cozinha. “Não é nada luxuoso, um apartamento normal. Tomara que desvalorize agora”, brinca.

    O irmão da leiloeira Vivian Perez, 52, comprou o apartamento na planta. Quando a entrega começou a demorar, vendeu para a irmã, em 2011. “Quando começaram a falar que o Lula moraria aqui achamos até bom, porque o prédio estaria sempre cheio de seguranças”, diz ela.

    O marido de Vivian, o fotógrafo Ricardo Rutkauska, 51, diz que o prédio não é de alto padrão. “Pelo contrário, já tem infiltração e os elevadores sempre quebram.” Uma criança que chega ao edifício confirma: “Será que o elevador já voltou a funcionar? Não vou subir de escada de novo”.

    Na praia, um turista argentino proprietário de um apartamento no mesmo prédio não quis se identificar por não conhecer detalhes das investigações. “Do Lula não sei nada. Não quer falar da Cristina [Kirchner, ex-presidente da Argentina]?”.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

      Receba Nossas Notícias

      Receba nossas newsletters

      Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

      Receba nossas notícias no celular

      WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

      Comentários [ 0 ]

      O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.