Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou ontem ao Supremo Tribunal Federal (STF) um parecer contrário ao pedido de prisão domiciliar feito pelo delator do mensalão, Roberto Jefferson, que retirou um tumor do pâncreas em 2012. No documento enviado ao presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, o procurador diz que recebeu informações da Divisão Médico Ambulatorial da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro de que há condições de Jefferson ter acompanhamento clínico e consultas periódicas com médicos oncologistas do sistema público, pois ele é tratado pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca). A secretaria também informou que não há impedimentos para que a dieta e medicação requerida por Jefferson seja realizada dentro do presídio que o abrigar. A manifestação de Janot foi dada uma semana após o delator do esquema enviar um documento ao STF dizendo que precisa de uma dieta especial para manter sua saúde.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]