Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado

O juiz Renato de Abreu Perine, da 17ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de São Paulo, reverteu ontem decisão tomada no plantão judiciário no último sábado revogando a anulação da convenção do PT paulista. Assim, volta a ser válido o encontro que oficializou a candidatura de Alexandre Padilha ao governo do estado e a de Eduardo Suplicy ao Senado. Os candidatos a deputados também passam a ter seu registro normalizado.

Porém, diferentemente do que pedia o PT, o juiz determinou que o deputado estadual Luiz Moura, autor da ação, possa registrar sua candidatura à reeleição pelo partido. Moura não participou da convenção partidária por estar suspenso pela sigla na data. Para o magistrado do TJ, a suspensão do deputado não cumpriu os requisitos previstos no estatuto do PT. Moura foi suspenso do partido depois de surgirem suspeitas de que ele mantivesse ligações com a facção criminosa PCC. Ele nega as suspeitas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]