i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
apelo

Rede pede que Renan deixe presidência do Senado

O presidente do Senado é um dos principais alvos das manifestações pelo país neste domingo (4)

    • Estadão Conteúdo
    • 04/12/2016 21:00
    Renan Calheiros (PMDB-AL) | Marcos Oliveira/Agência Senado
    Renan Calheiros (PMDB-AL)| Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

    Autor da ação que questiona no Supremo Tribunal Federal (STF) se políticos que são réus podem estar na linha sucessória da Presidência da República, o partido Rede Sustentabilidade pede o afastamento do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado. Renan é um dos principais alvos das manifestações pelo país neste domingo (4).

    Em julgamento na semana passada, o senador se tornou réu no STF por crime de peculato e tem seu cargo ameaçado se a Corte entender que ele não pode presidir a Casa por causa dos processos em que é investigado. A ação impetrada pela Rede já tem votos da maioria dos ministros do Supremo entendendo que réus não podem estar na sucessão, mas teve um pedido de vistas do ministro Dias Toffoli e não há data para que o julgamento seja retomado.

    205 cidades protestam contra corrupção e põe o Congresso contra a parede

    Leia a matéria completa

    O porta-voz nacional da Rede, José Gustavo Fávaro Barbosa, afirmou em nota, que a legenda espera garantir a possibilidade de Renan Calheiros sair da linha sucessória. “Já emplacamos a prisão do Cunha com a cassação dele na Câmara e agora é garantir essa possibilidade do Renan Calheiros sair dessa linha sucessória. Isso mostra que a Rede atua de forma diferente pela política do País e não somente nas urnas”, disse.

    Marina Silva

    A ex-senadora e líder do partido Rede Sustentabilidade, Marina Silva, divulgou um artigo defendendo as manifestações realizadas neste domingo em apoio à Operação Lava Jato. Para Marina, as dez medidas de combate à corrupção, propostas pelo Ministério Público Federal (MPF), foram “atropeladas” para atender a “interesses pessoais e partidários mesquinhos.”

    Em nome da Rede, Marina Silva afirmou que o partido apoia as investigações da Operação Lava Jato. Ela também defendeu a adoção das dez medidas como forma de institucionalizar o combate à corrupção pelo patamar de dar um fim à “quase certeza de impunidade”. “Para isso, é fundamental abraçar essas propostas e lhes dar cada vez mais a musculatura do apoio social, bem como à consolidação dos trabalhos da operação Lava Jato”, diz o artigo.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

      Receba Nossas Notícias

      Receba nossas newsletters

      Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

      Receba nossas notícias no celular

      WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

      Comentários [ 0 ]

      O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.