i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
parecer do TCU

Senado inicia processo das “pedaladas” fiscais de Dilma

    • Estadão Conteúdo
    • 20/10/2015 20:28
    A presidência da Casa comunicou que recebeu do Tribunal de Contas da União (TCU) o parecer prévio do Ministro Augusto Nardes, pela reprovação das contas de Dilma. | Foto: Roberto Stuckert Filho/ PR/Fotos Públicas
    A presidência da Casa comunicou que recebeu do Tribunal de Contas da União (TCU) o parecer prévio do Ministro Augusto Nardes, pela reprovação das contas de Dilma.| Foto: Foto: Roberto Stuckert Filho/ PR/Fotos Públicas

    Foram lidos em plenário do Senado, na noite desta terça-feira, 20, os acórdãos do processo de reprovação das contas de 2014 da presidente Dilma Rousseff. A presidência da Casa comunicou que recebeu do Tribunal de Contas da União (TCU) o parecer prévio do Ministro Augusto Nardes, pela reprovação das contas do governo. A leitura marca o início do processo do julgamento das contas da presidente pelo Legislativo.

    Após a leitura em plenário, a mensagem vai para a Comissão Mista de Orçamento, onde a senadora Rose de Freitas (PMDB-ES), vai indicar o relator do processo de análise das contas do governo.

    Conforme anunciou o Estado, alguns nomes foram cogitados para o posto. Entre eles, o do senador Raimundo Lira (PMDB-PB), que era suplente do atual ministro do TCU Vital Filho, um nome “seguro” para relatar as contas.

    Membros da bancada do PDT defendem a indicação do líder do partido no Senado, Acir Gurgacz (PDT-RO), considerado um senador não tão próximo ao governo, mas que também que não cometerá “nenhuma loucura”. Dentro da bancada do PMDB na Casa, o nome do senador João Alberto (PMDB-MA) também tem sido lembrado para a missão. Alberto é estimado “um cumpridor de missões”. A indicação dele, no entanto, teria encontrado resistência da presidente da CMO, que, segundo integrantes da base aliada envolvidos nas discussões, também tem sinalizado o interesse de assumir a relatoria.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

      Receba Nossas Notícias

      Receba nossas newsletters

      Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

      Receba nossas notícias no celular

      WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

      Comentários [ 0 ]

      O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.