Carla Pimentel (PSC) discursa na Câmara de Curitiba. | Divulgação/Câmara de Curitiba
Carla Pimentel (PSC) discursa na Câmara de Curitiba.| Foto: Divulgação/Câmara de Curitiba

Diariamente, o Tinder registra cerca de 7 milhões de matches – quando duas pessoas se “curtem” mutuamente – no Brasil. O próximo pode ser o da vereadora curitibana Carla Pimentel (PSC), que recentemente criou um perfil no aplicativo.

Reprodução

Bem-humorada, Carla, de 33 anos, confirma que o perfil, que virou assunto nos bastidores do legislativo municipal, é verdadeiro. A foto utilizada, inclusive, é uma oficial da Câmara Municipal. Na Casa, Carla integra as comissões de Educação, Cultura e Turismo e de Direitos Humanos, Defesa da Cidadania e Segurança Pública.

A vereadora relatou, porém, que não esperava que sua incursão no mundo do Tinder fosse ter tanta repercussão.

“As redes sociais são uma tendência, fazem parte do cotidiano e facilitam a vida da gente. Existe uma multidão na cidade que é solteira e tem uma vida”. Para Carla, ela é apenas “mais uma, num universo gigante de pessoas que usam o aplicativo”.

À primeira vista, pode até parecer estranho uma vereadora utilizar um app de relacionamentos, mas, em um mundo cada vez mais conectado, a distância entre pessoas públicas e anônimas só tende a encurtar.

“Antes de ser vereadora, eu sou uma pessoa comum. É preciso procurar o seu caminho sem tabu, sem vergonha”, disse a parlamentar. Sobre o perfil ideal de um possível “eleito”, Carla afirmou não ter preconceitos. “O encontro tem que ser espontâneo, real. Eu sou muito tranquila”, finalizou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]