Aquela mancha constante nos pelos do rosto de cães e gatos tem nome: lágrima ácida

Bastam alguns cuidados simples para amenizar a produção excessiva de lágrima ou mesmo de saliva ácida em algumas raças de animais

Os cães de pelagem mais cheia e longa são os que mais sofrem com a lágrima ácida. Foto: Bigstock

Algumas raças de cães como poodles, pugs e shih tzus, além dos gatos persas, podem sofrer da chamada ‘lágrima ácida’, que nada mais é do que uma produção excessiva do fluído que não é drenada pelo próprio corpo. Apesar do nome, a lágrima é neutra e não faz mal nenhum ao animal, exceto por deixar os pelos manchados se não for retirada.

Ela é causada por uma deficiência nos canais de drenagem dos olhos ou por conta da anatomia do animal, geralmente nos que possuem o focinho achatado. De acordo com o médico veterinário da Equilíbrio (especializada em rações premium) Marcello Machado, o excesso de lágrima acaba sendo oxidado nos pelos ao redor olhos e no focinho em cães de pelagens claras, que ficam manchadas por conta das substâncias produzidas pelo próprio animal.

>> Pets também precisam de check-up; veja quais são os exames e vacinas necessários

A lactoferrina e porfirina, presente nas lágrimas, agem com as bactérias dos pelos e, por isso, alguns dos animais também podem ter as pontas das patas escuras por se lamberem.

Causas

Os gatos persas também podem ter os pelos manchados por conta da lágrima ácida. Foto: VisualHunt.

O excesso de produção de lágrima normalmente pode ser causado por conta do excesso de pelos ao redor dos olhos. Neste caso, uma tosa já ajuda bastante.

Mas também pode acontecer uma infecção nos olhos ou nos canais lacrimais. Há ainda a possibilidade de que os cílios do cão ou do gato sejam virados para dentro, o que também pode provocar irritação nos olhos.

>> O que fazer quando cães e gatos soltam pelos demais?

“A recomendação é de que o tutor leve o animal ao veterinário para saber o que está acontecendo se a tosa não for suficiente para conter a produção excessiva de lágrima”, explica o médico veterinário.

Não faz mal

Apesar de deixar os pelos manchados, a lágrima ácida não faz mal se não for causada por uma infecção. Foto: Unsplash.

Tirando a parte estética, é descartada qualquer possibilidade de infecção, as manchas por conta da lágrima ácida podem ser evitadas com uma simples limpeza dos pelos.

O mais indicado é passar um pano ou gaze com solução fisiológica nos pelos de duas a três vezes ao dia. Evite usar o secador de cabelos, pois o ar quente pode irritar os olhos dos bichinhos. “Alguns veterinários prescrevem antibióticos para os animais, mas a eficácia não é total”, completa o médico Marcello Machado.

Ainda segundo o veterinário, manter uma alimentação saudável também ajuda a evitar problemas com a saúde do animal.

LEIA TAMBÉM:

8 recomendações para você

Deixe seu comentário