Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Previna a intoxicação do seu cão ou gato

Saiba quais são as 16 plantas domésticas que mais intoxicam pets e outros fatores que podem estar envolvidos

intoxicacao cachorro viver bem gazeta do povo gato

Preocupação comum entre os donos de pets, as intoxicações podem causar graves danos à saúde dos animais ou mesmo levar a morte. Cuidados em casa, principalmente em relação aos locais onde ficam armazenados produtos que representam perigo, são importantes para a segurança do seu melhor amigo. Veja as informações de Luara Peruzzo, médica veterinária da PetClin e Fernanda Zimmermann Callegari, médica veterinária responsável técnica da Da Vinci Clínica Veterinária:

Geralmente utilizados para o controle de roedores, rodenticidas anticoagulantes e estricnina estão entre os produtos que mais causam intoxicação. Esses produtos são necessários porque os ratos estão sempre por perto e tendem a se esconder em locais escuros. Mesmo ariscos, podem representar riscos à saúde das pessoas e animais.

Precaver sustos com envenenamentos acidentais requer cuidados com a aplicação destes produtos no ambiente doméstico. A prudência também deve ser estendida à outra forma corriqueira de intoxicação: organofosforados e carbamatos, ingredientes comuns em inseticidas agrícolas, são utilizados para o controle de ervas daninhas em jardins, gramados e plantações.

Oriente-se

Quando for necessário fazer uso de produtos tóxicos procure o auxílio de um profissional especializado. É importante saber que produto utilizar, o manejo correto, e o tempo de segurança. Sempre deixe produtos tóxicos e medicamentos em local seguro.

Lembre-se: os pets são curiosos e algumas iscas contém palatabilizantes. Não administre ao animal medicação, principalmente de uso humano, sem orientação de um médico veterinário. Alguns medicamentos podem provocar lesões severas que incluem úlceras gástricas e hemorragias.

 

LEIA TAMBÉM

Itens importados para seu bicho

Não negligencie o vômito do seu pet

Família mantém urso como pet de casa

 

Limpeza

Produtos de limpeza também estão entre os vilões da intoxicação. Após o uso o animal pode lamber o chão, ou tomar a água do balde misturada a produtos químicos. Os cuidados devem se estender aos usos de inseticidas em aerossol ou pastilhas, que podem ser facilmente ingeridos por cães e gatos.

Orienta-se o uso de produtos neutros, menos agressivos. Uma medida importante e eficaz é retirar o animal do ambiente da faxina até que a tarefa seja concluída. Cuide ainda dos objetos de uso do animal, para não respingar os produtos utilizados.

Ler os rótulos dos produtos também é uma medida simples e que ajuda a prevenir acidentes. Os sintomas comuns dessas intoxicações são ânsia, mal-estar, vômito, diarreia, entre outros. Quando surgirem após um dia de faxina, procure o médico veterinário.

Plantas perigosas

Um estudo realizado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP identificou recentemente as plantas mais relacionadas aos casos de intoxicação de animais, baseado em relatos de médicos veterinários de clínicas de São Paulo.

A pesquisa, realizada no Departamento de Patologia, na disciplina Toxicologia, ministrada para os alunos do sexto semestre do curso, sob a coordenação da professora Silvana Lima Górniak, mostra que as plantas decorativas nem sempre são inofensivas. Na tabulação dos dados, a campeã absoluta de ingestão por cães e gatos foi a Dieffenbachia sp, a comigo-ninguém-pode, que provoca irritação e edema na boca, língua, glote e cordas vocais, além de distúrbios gastrointestinais e renais e que pode levar à morte. A Cannabis sativa, mais conhecida como maconha, também apareceu na pesquisa, intoxicando ou pela inalação da fumaça ou pela ingestão de alimentos com a planta, causando sintomas como depressão, perda do controle muscular durante movimentos voluntários, tremores, entre outros. Confira as plantas:

Antúrio

Todas as partes da planta possuem ocalato de cálcio, que oferece riscos.

Avenca

A ingestão de seus brotos pode causar câncer.

Azaleia

Contém andromedoxitina, que causa distúrbios digestivos e cardíacos.

Bico-de-papagaio

Possui Latex irritante, que causa lesões cutâneas e conjuntivite, além de problemas gástricos.

Comigo-ninguém-pode

Apresenta ráfides de oxalato de cálcio, que irrita mucosas e causa edemas, asfixia e até a morte.

Copo de leite

Tem mecanismo parecido com a comigo-ninguém-pode.

Coroa de Cristo

Seu Látex irritante causa reações inflamatórias, inchaço e dor.

Espada-de-São-Jorge

Contém glicosídeos pregnânicos e saponinas esteroidais que causam dificuldades de movimentação e respiração.

Espirradeira

Glicosídeos cardioativos causam diarreia, dispneia e paralisia, entre outros sintomas.

Fumo Bravo

Contém Solasadina, que causa diarreia, gastrite, sintomas neurológicos, entre outros.

Lírio

Coceira e dificuldades de deglutição e respiração podem ocorrer, entre outros sintomas.

Lírio da Paz

Tem o mesmo mecanismo do Lírio.

Maconha

O THC age no sistema nervoso central e pode gerar depressão e desorientação, entre outros sintomas.

Mamona

A ricina pode desencadear sintomas como diarreia, cólicas e desidratação.

Tomate verde

A tomatina pode causar arritmia, dificuldades de respirar, salivação abundante, entre outros.

Violeta

Pode causar gastrites, depressão circulatória e respiratória, entre outros.

 

8 recomendações para você

Deixe seu comentário