Animal

Paraná tem o único zoológico no mundo a exibir ave extinta na natureza

Ave típica da Mata Atlântica e extinta na natureza poderá ser vista pelo público que for ao Parque das Aves a partir deste dia 29 de janeiro.

Alguns dos exemplares de Mutum-de-Alagoas do Parque das Aves. Foto: Christian Rizzi.

O Paraná terá, a partir desta segunda, o único zoológico no mundo em que o Mutum-de-Alagoas, uma ave típica da Mata Atlântica, poderá ser vista pelo público. O pássaro está extinto desde a década de 1970 na natureza, mas é criado em cativeiro em alguns lugares – sempre em viveiros acessíveis apenas por tratadores e veterinários. No Parque das Aves, em Foz do Iguaçu, porém, os pássaros estarão visíveis ao público em geral que for visitar o local a partir desta segunda-feira (29). “Os pássaros já podem ser vistos em um centro de educação ambiental no Alagoas, que é a terra natal deles, mas o primeiro zoológico a exibi-los será o Parque das Aves”, explica Paloma Bosso, médica veterinária e diretora técnica do local.

Em junho de 2015, dez casais do Mutum-de-Alagoas chegaram ao parque. Desde então, já nasceram 22 novos filhotes da ave. “Essa espécie tem um grau bem alto de ameaça, por isso estamos fazendo um trabalho forte com relação à preservação dela. A prioridade era a reprodução, e agora esse próximo passo é permitir que o público veja os pássaros – por isso, três animais serão exibidos”, conta ela. Esses três exemplares foram escolhidos justamente por terem um perfil mais sociável, com mais chances de ficarem confortáveis com a proximidade das pessoas. Os demais pássaros continuarão acessíveis apenas aos tratadores.

A área onde as aves vão ficar se chama Como Salvamos Espécies e traz algumas informações sobre animais em extinção. O Mutum-de-Alagoas, por exemplo, foi extinto na natureza por conta da devastação da Mata Atlântica, especialmente por causa da plantação de cana-de-açúcar.

Mutum-de-Alagoas na natureza

mutum-2

O próximo passo, depois da reprodução e da exibição dos pássaros, é avaliar quando eles poderão ser novamente soltos. “Nosso objetivo nunca foi reproduzi-los apenas para que pudessem ser mantidos em cativeiro, mas sim libertá-los para que possam viver novamente na natureza. Temos um grupo de especialistas que está avaliando quando isso poderá acontecer e há indícios de que seja em um futuro próximo – dependemos muito da educação ambiental também, afinal, de nada adianta soltarmos as aves para que morram novamente”, explica a diretora técnica do parque.

 

Serviço

Todos os dias, das 9h às 17h

Valores de ingresso para o Parque das Aves (por pessoa):

Estrangeiros e brasileiros: R$ 45

Estudantes*: R$ 22

Brasileiro com 60 anos ou mais**: R$ 22

Moradores de Foz***: R$ 10

* Deverá apresentar na bilheteria RG e Carteira de Estudante Oficial Válida.

** Deverá apresentar na bilheteria RG.

***Moradores de Foz do Iguaçu e municípios lindeiros ao Parque Nacional do Iguaçu, munidos de comprovante de residência em seu próprio nome e RG, possuem desconto no ingresso. Crianças de até 8 anos, acompanhadas de um adulto, têm entrada gratuita (não válido para grupos escolares).

Site: www.parquedasaves.com.br

Contato: +55 ​(​45​)​ 3529-8282

 

***

LEIA TAMBÉM

8 recomendações para você