Juliana Paes fará sua primeira vilã

Em Totalmente Demais, próxima trama das 19h da Rede Globo, a atriz Juliana Paes encarna Carolina, uma editora de moda

De férias da tevê desde Meu Pedacinho de Chão, (2014), Juliana Paes se prepara para interpretar a sua primeira vilã em Totalmente Demais, próxima trama das 19h que substituirá I love Paraisópolis. Na novela, ela será Carolina Castilho, uma editora de moda.

“Não sei se serei uma vilã tradicional. Sou a antagonista da história”, contou ao Viver Bem na ocasião em que apresentava o novo perfume que leva seu nome, Juliana Paes Precious, produzido pela espanhola Puig. Para ela, o que torna sua personagem má é o egocentrismo e a certeza de ser capaz de fazer qualquer coisa para o seu benefício – nem que isso signifique passar por cima de alguém.

A maternidade é uma das questões que incomoda a personagem: ela é amargurada porque nunca realizou o sonho de ser mãe. “Carolina passou a vida procurando o homem certo e não o encontrou. Na minha vida pessoal, cheguei a desistir da chance de ter uma carreira internacional para poder engravidar. Nunca vai existir o momento certo. Se o desejo da mulher é o de ser mãe ela precisa priorizar isso”, afirma. Para ela, esse ainda é o maior risco que correm aquelas que pensam em ser mães hoje. “Já vi pessoas que sofrem muito por terem priorizado a carreira em detrimento da vida pessoal. Aí o tempo vai passando, a idade vai chegando e quando você se dá conta, já era”, analisa a atriz.

Juliana Paes

Juliana Paes adquiriu maturidade na vida pessoal e profissional após a maternidade: ela está pronta para viver sua primeira vilã nas telinhas. Foto: Fabio Bartelt / Divulgação

Mãe de dois meninos: Pedro, de 4 anos, e Antônio, 2 anos, Juliana tenta mostrar para eles uma sociedade igualitária em que, acima de tudo, todos têm direito de escolha. “Gosto de ter com eles conversas de igual para igual. Talvez o meu ambiente de trabalho me traga uma visão mais abrangente das coisas”, afirma. Defensora da liberdade, diz que ensina o caminho para os pequenos, ainda que às vezes prefira deixar que eles sintam um tombo “na pele”, para ganhar experiência, e que depois de ser mãe, seu corpo mudou. “É uma coisa muito louca. No começo da gravidez você nem se reconhece. Eu gosto de dizer que a maternidade não muda só a vida de uma pessoa, muda ela como um todo. Depois de ser mãe me sinto muito mais experiente, inteligente, bonita e completa”, diz.

E faz questão de ser uma mãe exemplar. “Amamentei o Pedro por mais de um ano. É claro que depois disso o meu peito caiu. Mas não olho todos os dias para o espelho pensando nisso. Não há nada mais importante que a experiência que vivi”, relata. Sobre a possibilidade de uma nova gravidez, ela diz: “Pensar a gente pensa em muita coisa. Mas acho que eu já fechei a fábrica”.

Preparação

Para a preparação da personagem, Juliana, que é formada em Publicidade e Propaganda, chegou a visitar redações de revistas nacionais de moda, em São Paulo. “Fiquei quietinha observando algumas reuniões de pauta (planejamento das reportagens da edição) e até aprendi um vocabulário novo. A primeira vez que ouvi falar em ‘espelho’ (termo jornalístico que indica a paginação da revista) não entendia nada. Achava que era aqueles que usamos para nos maquiar”, brinca.

Juliana Paes

As muitas curvas fazem Ju Paes investir em roupas clássicas. Foto: Fabio Bartelt/Divulgação

Juliana conta que não é tão ligada em moda quanto a sua personagem fashionista. “Eu gosto do assunto e assino todas as revistas que falam do tema. Mas por ser uma mulher de curvas, eu entendi que algumas coisas não funcionam para mim. Não adianta você forçar porque não vai ficar legal. Então, eu aposto no clássico, que não tem erro”, diz. No dia a dia, prefere cores neutras, saias-lápis e silhuetas com a cintura marcada.

Carolina tem um armário muito bem desenhado, sem render a modismos. A paleta de cores é sóbria e de poucos sorrisos, como ela: cinza, preto, off-white, verde musgo e rosa queimado. Suas inspirações? Emmanuelle Alt, editora-chefe da Vogue Paris; Carine Roitfeld, ex-editora-chefe da Vogue Paris; e Anna Wintour, editora-chefe da Vogue América. Em termos de penteado, suas madeixas serão sempre lisas, colocadas para trás da orelha e muitas vezes apresentadas num rabo de cavalo – típico de uma mulher prática e elegante.

Sua personagem estrelará um triângulo amoroso com os personagens de Fábio Assunção e Marina Ruy Barbosa. “Ela ficará possessa quando descobrir que o personagem do Fábio está se envolvendo com uma menina e vai fazer de tudo para infernizar a vida dela”, adiantou. A novela, de Rosane Svartman e Paulo Halm, tem estreia prevista para novembro.

Maquiagem

Juliana gosta de se maquiar antes de entrar em cena. “Sou abusada”. Apesar de sempre ter alguém no camarim responsável pela maquiagem, gosta de pedir licença para o profissional para que ela própria possa fazê-lo. “É como se fosse um ritual. Uma preparação. O momento em que me transformo em frente ao espelho é essencial”, confessa. A prática ficou conhecida ainda em “Caminho das Índias, (2009)”, quando o programa “Vídeo Show” a gravou mostrando o passo a passo da caracterização da personagem Maya, interpretada por ela.

Caminho das Índias

No ar em “Vale a Pena Ver de Novo”, com “Caminho das Índias”, Juliana diz que a novela é seu xodó. “Foi uma surpresa ser convidada para ser a mocinha de Glória Perez em horário nobre. Eu repetia para meus pais para ver se era mesmo verdade e que eu não estava sonhando”, diz. Agora ela curte de um jeito diferente. “Quando estamos gravando há muita insegurança, não sabemos qual será a reação do público. Como a trama se consolidou e ganhou um Emmy internacional, hoje é só alegria”, fala.

8 recomendações para você

Deixe seu comentário