i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Comportamento

Como se comemora o Natal em diferentes países

A árvore de Natal, o dia de presentear e o que é servido na ceia: vários aspectos mudam de acordo com a tradição natalina do país

  • PorDa Redação
  • 08/12/2018 09:00
As meias na lareira, que esperam os docinhos do Papai Noel na tradição americana, têm sua versão na Bélgica e Holanda como sapatos com cenoura e palha ou cevada na Espanha. Foto: Kyle Head/Unsplash
As meias na lareira, que esperam os docinhos do Papai Noel na tradição americana, têm sua versão na Bélgica e Holanda como sapatos com cenoura e palha ou cevada na Espanha. Foto: Kyle Head/Unsplash| Foto:

Apesar de a imagem mais forte do Natal no imaginário popular ser a ceia com peru, um pinheiro decorado de vermelho e dourado e o amigo secreto no final da noite, essas são cenas de um Natal mais à brasileira, com influências norte-americanas.

A tradição cristã de relembrar o nascimento de Cristo e passar a data junto da família é a essência do Natal, mas em cada país a decoração, os rituais, brincadeiras e a comida mudam. Confira como se comemora o Natal em diferentes países:

Presentes

  • Trocar presentes no Natal é uma tradição anterior à festa cristã. Uma das tradições antigas que remete ao ato de presentear era o Ano Novo Romano, em que se decorava a casa com folhagem e luzes, e as pessoas distribuíam presentes às crianças e aos pobres.
  • Os pacotes de presente ficam debaixo da árvore por muitas noites em lugares como Espanha e Itália: são abertos apenas no dia 6 de janeiro, o Dia de Reis. Na Itália, é a velha Befana e não o Papai Noel quem entrega os presentes para as crianças.
Na Islândia, criou-se uma tradição peculiar após a restrição de importação na época da Segunda Guerra Mundial: trocam-se livros na noite de Natal e após a ceia, toda a família se reúne para ler. Foto: Bigstock
Na Islândia, criou-se uma tradição peculiar após a restrição de importação na época da Segunda Guerra Mundial: trocam-se livros na noite de Natal e após a ceia, toda a família se reúne para ler. Foto: Bigstock
  • Na Islândia, uma tradição recente é presentear com livros na noite de Natal. A prática foi incentivada depois da Segunda Guerra Mundial, quando o país teve suas importações restringidas.
  • A maneira que os Estados Unidos comemoram o Natal provavelmente é a mais conhecida do mundo. A preparação para as festividades começa na última quinta-feira de novembro, no Dia de Ação de Graças. Os presentes são abertos na manhã do dia 25 de dezembro.

>>> Veja 10 curiosidades sobre o Natal

Comidas típicas

  • No Brasil, peru assado, arroz com castanhas, farofa e um molho agridoce compõem uma ceia tradicional, que pode variar de família para família.
  • Os franceses comem patês de trufas e frutos do mar na ceia. De sobremesa, preparam o bûche de Nöel, um tipo de rocambole com chocolate e nozes, com aspecto de um tronco.
Uma sobremesa típica é o tronco de Natal, um rocambole com cobertura de chocolate que imita a textura de uma árvore. Foto: Ivonaldo Alexandre/Arquivo Gazeta do Povo
Uma sobremesa típica é o tronco de Natal, um rocambole com cobertura de chocolate que imita a textura de uma árvore. Foto: Ivonaldo Alexandre/Arquivo Gazeta do Povo| GAZETA
  • No México, bolinhos e tortillas fritos servidos com calda de açúcar e canela.
  • Outro país com um Natal no verão é a Austrália, que faz piquenique com pratos como peru e presunto assados com molho brandy. De origem aborígene, o canguru defumado também aparece.
  • Os portugueses servem bacalhau, mesmo peixe que preparam na Páscoa.
  • Na Espanha, a Rosca dos Reis Magos é a tradição de Natal, e vem com brinquedos escondidos na massa.
  • A ceia de Natal tradicional nos Estados Unidos conta com peru assado, legumes no forno (como batatas e cenouras), molho à base de frutas e, de sobremesa, pudins e sobremesas com frutas da estação e nozes.

Rituais e brincadeiras

  • No Brasil, o mais comum é o amigo secreto, em que um grupo de amigos ou familiares presenteia uma pessoa. Os nomes são sorteados semanas antes do dia da revelação, em que cada participante faz um discurso de revelação para presentear seu amigo.
  • As crianças espanholas costumam deixar seus sapatos do lado de fora de casa com palha ou cevada. A ideia é que o capim seja alimento para os animais dos reis magos e recebam presentes em troca.
  • Na Bélgica e na Holanda, as crianças arrumam cestinhas ou deixam seus sapatos com cenouras para que o Papai Noel alimente suas renas. Em troca, quem se comportou recebe presentes.
  • Na França, a sobremesa bûche de Nöel, que parece um tronco de árvore, simboliza uma antiga tradição de queimar um tronco de árvore na lareira de casa. Além de aquecer o cômodo durante o inverno, a ideia era que queimasse lentamente, porque quanto mais tempo levava, mais fartura teria a colheita do ano seguinte. Quando a brasa finalmente apagasse, eram distribuídos bombons e docinhos próximo ao tronco para as crianças.
Na França, costumava-se manter um tronco único queimando pelo máximo de tempo possível. Quanto mais tempo durasse, mais próspera seria a colheita do ano seguinte. Foto: Bigstock
Na França, costumava-se manter um tronco único queimando pelo máximo de tempo possível. Quanto mais tempo durasse, mais próspera seria a colheita do ano seguinte. Foto: Bigstock

>>> Confira ideias de atividades para fazer com as crianças nas férias escolares

  • No México, as Posadas são o costume de recriar a busca de Maria e José por um abrigo.Um grupo de pessoas segue em procissão pela cidade entre os dias 16 e 24 de dezembro pedindo abrigo. A piñata, enfeite de papel recheado de balas e doces, também é montada nessa época, e as crianças, com vendas nos olhos, precisam estourá-las batendo com varas.
  • Na China, as crianças penduram meias na sala para receber presentinhos. Em Hong Kong, uma das tradições é queimar uma lista de papel com o nome das pessoas. A ideia é que a fumaça leve aos céus os nomes, numa cerimônia de renovação.

Decoração

  • Na Espanha, o presépio é parte importante da decoração e na virada do dia 24 para o dia 25, uma vela é acesa ao lado da manjedoura com o menino Jesus.
Os presépios foram os primeiros ícones a serem introduzidos nas comemorações natalinas do Brasil. Foto: Pixabay.
Os presépios foram os primeiros ícones a serem introduzidos nas comemorações natalinas do Brasil. Foto: Pixabay.
  • Colocar luzes nas árvores de Natal foi uma ideia de Edward Johnson, assistente de Thomas Edison (o inventor da luz elétrica!) em 1882, nos Estados Unidos. Atualmente, a prática é vista até na China, onde comemorar o Natal é uma tradição mais recente.

>>> De onde surgiu o hábito de montar presépios e árvores de Natal?

  • A árvore de Natal é um costume alemão, que pode ter duas origens: uma alusão à “árvore do paraíso”, decorada com maçãs e que homenageava os “pais da humanidade”, Adão e Eva; e à “pirâmide de Natal” ou “torre do advento”, uma estrutura piramidal preenchida com figuras natalinas, velas e outros artefatos decorativos. O formato do pinheiro provavelmente facilitou juntar as duas ideias.
  • Em vez de pinheiros, as árvores decoradas no Natal pelos indianos podem ser bananeira, mangueira ou bambu, bastante comuns no país.
Na China, a decoração de Natal leva luminárias de papael. Foto: Filip Bunkens/Unsplash
Na China, a decoração de Natal leva luminárias de papael. Foto: Filip Bunkens/Unsplash
  • Comemorar o Natal é algo recente na China. O costume é decorar árvores de Natal com lanternas de papel e outros enfeites.

***

LEIA TAMBÉM

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.