21 atitudes que podem fazer você ser demitido, mesmo sendo competente

Antigamente, as empresas avaliavam apenas o currículo dos candidatos. Hoje, questões comportamentais também são consideradas

Mau comportamento no ambiente de trabalho é o segundo maior motivo de demissões no Brasil, Foto: Bigstock

Muitos funcionários são contratados por suas habilidades técnicas, mas desligados de suas funções por mau comportamento no ambiente de trabalho. Este é o segundo maior motivo de demissões no Brasil, perdendo apenas para a falta de competência.

Segundo a especialista em gestão de pessoas Alessandra Assad, que é professora do Instituto Superior de Administração e Economia da Fundação Getúlio Vargas (Isae/FGV), a administração de recursos humanos mudou muito nos últimos anos. Antigamente, as empresas avaliavam apenas o currículo dos candidatos. Hoje, questões comportamentais também são consideradas.

>> Receba informações exclusivas! Assine nossa newsletter!

“Não adianta um profissional ser tecnicamente perfeito se tiver, por exemplo, um péssimo caráter”, explica. “Quando o comportamento da pessoa não é adequado, a demissão acaba sendo a principal consequência. Em casos assim, a competência acaba sendo irrelevante”.

Atitudes comprometedoras

Ser arrogante e achar que só ele sabe fazer bem feito e humilhar os outros é um comportamento insuportável. Foto: Bigstock.

Ser arrogante e achar que só ele sabe fazer bem feito e humilhar os outros é um comportamento insuportável. Foto: Bigstock.

Alessandra lista alguns problemas comportamentais graves dentro das empresas. Conheça estas 21 atitudes que podem te levar à demissão:

1) Ser mau caráter. Dentro de uma empresa, tudo é treinável, menos o caráter. O mau caratismo destrói líderes e colegas.

2) Ter um alto nível de informalidade. Fofocar, fazer brincadeiras em excesso, ser invasivo e inconveniente leva à desagregação da equipe.

3) Colocar sempre a culpa “no outro” pela falta de desempenho ou sucesso. Olhar para si e questionar os pontos de melhoria é importante.

4) Negativismo em excesso. Pessoas que só reclamam, acham que nada vai dar certo, que estão sempre doentes ou de baixo astral são consideradas tóxicas.

5) Procrastinação. Ficar sempre adiando as coisas é um comportamento de auto boicote e revela insegurança.

6) Terceirizar a culpa. A inovação não existe sem o erro. Ele pode ser perdoável, mas sempre culpar os outros pelo que deu errado não.

7) Ser resistente a mudanças. A mudança está para as empresas assim como a respiração está para as pessoas. É preciso ser apto e receptivo a ela.

8) Ser gerador de conflitos. Uma pessoa que briga com todo mundo ou faz as pessoas brigarem entre si toma muita energia dos líderes.

9) Ser arrogante. Uma pessoa que acha que só ela sabe fazer bem feito e que humilha os outros é insuportável.

10) Chegar atrasado ou faltar com frequência. Atrasos e faltas são um problema quando ocorrem sem motivos especiais.

11) Passar muito tempo ao telefone ou em redes sociais cuidando de coisas pessoais. Em muitas profissões, o uso das redes sociais faz parte do trabalho. Porém, quando não há correlação com o trabalho gera distração.

12) Não cumprimento de prazos e metas. Isso atrasa a equipe e faz com que todos os projetos fiquem para trás.

13) Falta de iniciativa ou baixo nível de comprometimento. Quando está todo mundo engajado em um projeto, aquela pessoa que não está nem aí para nada ou que trabalha só por dinheiro se torna um peso.

14) Usar com frequência palavras de baixo calão. Mesmo em ambientes mais informais, podem existir pessoas que venham a se sentir agredidas ou incomodadas.

15) Ser acomodado em relação ao próprio desenvolvimento. Achar que o mundo anda, mas que eu não preciso me atualizar é um grande erro.

16) Dificuldade de relacionamento com gestores e outros membros da equipe. Uma pessoa “difícil” ou muito tímida acaba ficando de lado nos projetos.

17) Não se importar com os outros e ser mal educado de forma corriqueira. Isso engloba uma série de atitudes cotidianas ruins, como por exemplo deixar objetos no meio do caminho, espalhar coisas por todo lugar, sujar e não limpar, entre outras.

18) Ser desatento e cometer erros frequentes. Quando acontece, acaba virando falta de comprometimento.

19) Violar segredos da empresa. Comentar com terceiros sobre segredos ligados à empresa é antiético. É preciso saber mantê-los intactos.

20) Furtar da empresa. Este é um comportamento tido como intolerável e vale tanto para coisas grandes quanto pequenas. Também se encaixa nessa categoria imprimir coisas ou tirar xerox sem autorização.

21) Falta de alinhamento com a cultura e os valores da empresa. Gera uma atitude de “isso eu não vou fazer”. Acaba existindo falta de enquadramento da pessoa no ambiente de trabalho.

LEIA TAMBÉM

8 recomendações para você

Deixe seu comentário