Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Criança educada ganha desconto em restaurante

O restaurante Antonio Ferrari, em Pádua, na Itália, encontrou uma forma inusitada de estimular a educação das crianças: deu desconto para filhos comportados

Desconto na conta foi um a forma de parabenizar a família pelo comportamento das crianças. Foto: reprodução Facebook

Choro, birra, manha, comida no chão. Se você já passou isso com seus filhos ou já presenciou alguns desses comportamentos em crianças quando foi comer fora, saiba que existe uma boa maneira de fazer com que os pais sejam mais firmes. O dono de um restaurante na Itália teve uma ideia inusitada e deu desconto na conta de uma família depois que percebeu que os filhos foram extremamente educados.

O desconto de 5% sob o valor total da conta – o equivalente a R$ 52 – foi dado pela enoteca Antonio Ferrari, em Pádua, cidade do nordeste da Itália. O dono do restaurante justificou a ação dizendo que prefere estimular a educação das crianças do que punir os pais cujos filhos são barulhentos ou muito agitados.

O desconto dado pelo restaurante aconteceu no último domingo (12), para uma mesa com seis adultos e cinco crianças com idades entre 4 e 6 anos. O dono do restaurante, Antonio Ferrari, disse em entrevista a um jornal italiano que ficou impressionado com o comportamento das crianças, que ficaram entretidas com livros de colorir durante todo o jantar.

A medida, no entanto, não deve ser permanente. De acordo com o proprietário do restaurante foi apenas um estímulo para que os pais pensem nas atitudes dos filhos quando vão comer fora. Na França e na Itália, os clientes costumam ser penalizados pagando mais quando os filhos se comportam mal, destratando os funcionários ou fazendo bagunça com a comida.

LEIA MAIS

>> Criança mimada é falta de educação, sim. E a culpa é dos pais

>> O mundo vai acabar no dia 16 de fevereiro? Saiba como lidar com a ansiedade da finitude

>> “Pais não devem compensar ausência com presentes e atitudes permissivas”, diz psicólogo

8 recomendações para você

Deixe seu comentário