Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Inspire-se: ela mudou de profissão e entrou de cabeça na confeitaria

Na adolescência, Cassiana Sebben deixou de lado a confeitaria por não ver potencial de mercado; neste ano, encontrou coragem para fazer do dom, o sustento

Foto: Acervo Pessoal

Cassiana Sebben (28), formada em publicidade, trabalhava no marketing da O Boticário quando fez um bolo para a chefe e recebeu elogios dos colegas de trabalho. A partir daí, ela começou a receber encomendas até não ter mais tempo hábil para entregá-las. Neste ano, Cassiana acreditou que era hora de investir na paixão pela confeitaria e deixar para trás a carreira de cinco anos no marketing. Com isso, conseguiu retomar um sonho antigo, que ficou de lado quando a escolha pela área da gastronomia no vestibular não parecia rentável.

LEIA MAIS:

>>>Os significados da moda de Michelle Obama

>>>Dispositivo monitora o pet quando você não está em casa

>>>Alerta! Panetone pode ser um vilão da dieta!

A confeitaria atraía a atenção de Cassiana desde a infância. Foi com a mãe, Mariza, que tomou gosto pela culinária, porém, ao contrário dela, que preferia preparar pratos salgados, Cassiana sempre mostrou preferência pelos doces. Há dois anos ela recebeu um “empurrãozinho” dos amigos e colegas para que começasse a fazer bolos para vender e, então, resolveu criar a The Cakery. “Em 2014, lancei a marca para promover meus doces. Mas a correria entre o trabalho e as encomendas me deixou com pouquíssimo tempo livre e algumas vezes precisei priorizar o meu emprego na O Boticário”, conta.

Foto: Acervo Pessoal

Foto: Acervo Pessoal

Mesmo gostando da rotina na empresa e de ter sido recém-promovida, Cassiana entendeu que precisava tomar uma decisão. “Foi um processo de seis meses até eu sair do meu antigo emprego. Fiz um planejamento financeiro e conversei com o meu marido, que me apoiou”, detalha. Em março deste ano, ela se casou. Ao retornar da lua-de-mel pediu demissão e permaneceu no cargo até o fim de julho. “Lembro que tinha épocas que eu ficava sobrecarregada e encontrava nos doces uma alegria. Hoje, estou muito feliz, mas sinto falta da convivência com os bons amigos do trabalho”, diz. Apesar disso, ela garante que se encontra com eles ao menos uma vez por mês.

Por enquanto, os doces ainda são feitos na casa de Cassiana, que tem ajuda da mãe na produção. Mas ela conta que em breve irá abrir o seu ateliê de doces, que terá produtos à pronta entrega e por encomenda. “A demanda aumentou, então tenho pouco tempo ocioso, mas acredito que quando o ateliê ficar pronto vou poder me planejar melhor. Atualmente ainda misturo a rotina da casa com a produção dos bolos, porque é tudo no mesmo ambiente”, explica ela que acredita que a experiência do cargo anterior auxilia na promoção da The Cakery.

Cassiana diz que outro ponto da nova área de atuação que adora é o contato com os clientes. “Acredito que conhecer pessoas novas contribui muito para minha rotina. Realmente me encontrei na confeitaria”, finaliza. Ela, que aprende bastante na Internet, também procura se capacitar com cursos. Recentemente fez o de Chef Pâtissier e Boulanger (confeitaria e panificação) na Seduc Intec e outros complementares na Goodies Bakery. No futuro pensa em ofertá-los a confeiteiros menos experientes.

O ateliê da The Cakery deve abrir as portas no primeiro semestre de 2017. Está localizado na Rua Bruno Filgueira, 1.702, loja 03 – Champagnat.

8 recomendações para você

Deixe seu comentário