Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Etiqueta de verão: as gafes que devem ser evitadas na praia e na piscina

Bom senso e respeito devem guiar o comportamento dos veranistas em locais públicos

Comportamento ideal do banhista precisa ter uma ideia simples: consideração por quem está por perto. (Foto: Bigstock) . Foto: Albari Rosa / Gazeta do Povo

Ter consideração pelo próximo deveria ser o principal lema dos banhistas em qualquer verão – mas, infelizmente, não é o que vemos normalmente. Pessoas saindo da piscina ou do mar espirrando água para todo lado (molhando quem está ali apenas para curtir o sol); praieiros chacoalhando a toalha cheia de areia para o vento levá-las ao rosto de quem está perto; crianças correndo em volta da piscina, empurrando quem estiver na frente; veranistas com o sua caixa de som no último volume na areia: os exemplos são muitos.

Para que todos possam desfrutar dos espaços públicos no verão – e curtir as merecidas e aguardadas férias – compilamos algumas dicas da consultora de comportamento profissional e de etiqueta social, Maria Inês Borges da Silveira de comportamento que seriam os esperados para os banhistas nesse verão:

>> Protetor solar infantil deve conter, pelo menos, dois ingredientes básicos

Na praia, respeite os limites:

Guarda-sol e cadeiras. Nem sempre há espaço para todo mundo na praia – ainda mais em um balneário movimentado em janeiro. Evite, portanto, conquistar espaços cada vez maiores dispondo o guarda-sol e as cadeiras em pontos muito distantes. Lembre-se: todo mundo quer um lugar ao sol, e você não precisa ocupar o lugar de 10 outras pessoas.

Saia do mar com educação. Todo mundo que já pisou ao mar sabe que, no momento de sair, cada pisada na areia molhada espirra água para todo canto. Em praias cheias, isso pode ser um problema. Se tiver muitas pessoas por perto, não corra.

Nada de toalha com areia. Na hora de ir embora, a tempestade de areia impera. Todo mundo levantando as toalhas, juntos, é certeza de areia no olho do vizinho. Leve a toalha a um local mais vazio e procure chacoalhar a peça com cuidado para não lançar areia ao redor.

Peteca, frescobol e frisbee. Só se houver espaço suficiente para isso, sem que a bolinha vá parar na cabeça de alguém perto. Prefira os horários mais vazios, como fim de tarde, para praticar essas e outras atividades na areia.

Lixo na praia. Recolha sempre seus pertences e todo o lixo produzido por você, amigos e familiares antes de sair da praia. A dica é levar uma sacola plástica com você para a areia e na saída da praia depositá-la na lixeira mais próxima.

Em piscinas de clubes ou na casa de amigos: respeite as regras do local. Foto: Bigstock

Na piscina, cuidado com os exageros:

Protetor solar. Proteger-se do sol é fundamental no verão, mas de nada adianta passar o protetor solar e, segundos depois, pular na água. Além de o protetor sair com a água, a piscina ficará poluída pelo produto. O mesmo vale com óleos de bronzear.

Leve seus pertences. Não seja aquela pessoa que é convidada a curtir a piscina na casa de um amigo e esquece tudo: da sunga/biquíni ao protetor solar. Lembre-se de levar sempre sua toalha (a da piscina e a do banho, se for o caso), a roupa de banho, óculos, chapéu, protetor solar e até, se preferir, a sua garrafinha de água.

Respeite as regras do local. Se o proprietário da piscina disse que não pode pular na água, não pule na água. Use a escadinha própria para isso. Respeite sempre as regras do local onde está.

Use roupa nas refeições. Verão e calor não são desculpas para colocar a roupa de banho em dezembro e nunca mais tirá-la. É deselegante circular por restaurantes da praia, ou de cruzeiros, trajando apenas o biquíni ou sunga. Invista em uma saída de praia e, para homens, camisetas e bermudas/shorts sobre as sungas.

LEIA TAMBÉM

8 recomendações para você

Deixe seu comentário