Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Sem resposta da Netflix, mãe recebe ajuda de desconhecido para acalmar filho autista

Acostumado à assistir “Procurando Nemo” pelo streaming, Miguel, de 6 anos, entrou em crise quando o filme saiu do catálogo no dia 1º

Mãe recebe ajuda pela internet para filho com autismo rever "Procurando Nemo" no NetflixMãe recebe ajuda pela internet para filho com autismo rever "Procurando Nemo" no Netflix (Foto: Divulgação)

No começo desse 2019, a confeiteira Fernanda Torres Kotona enfrentou um problema que, para ela, parecia ser quase sem solução. O sistema de streaming Netflix tirou do catálogo o filme favorito de seu filho, Miguel Torres, de seis anos, “Procurando Nemo”.

O menino, diagnosticado com autismo desde os dois anos, assiste ao filme cinco vezes por dia e estava acostumado a ele mesmo buscar pelo título e apertar o play. A ajuda, porém, veio mais rápida do que Fernanda previu e de um completo desconhecido pela internet.

>> Menino de cinco anos com autismo recebe prêmio por ajudar a salvar a própria mãe

Ao marcar o perfil da Netflix e da Disney em uma postagem no Facebook no último fim de semana, onde pedia pela volta do filme e explicava a situação do filho, Fernanda, de 30 anos de Sorocaba (SP), foi surpreendida pelas respostas, em especial a do Rodrigo Lima, service desk de Carapicuíba (SP). O jovem colocou os seus serviços à disposição e explicou à mãe o que poderia fazer:

“Que tal gravar um DVD com o filme do Nemo e criar um menu personalizado para dar play no filme com a cara do site da Netflix? Acho que seria possível, posso tentar criar”, comentou o rapaz na postagem.

“Foi muito lindo [o que o Rodrigo fez], porque é muito difícil as pessoas se sensibilizarem e entenderem a situação do Miguel. As pessoas me disseram para comprar o DVD, baixar o filme da internet, mas não é tão simples porque é o padrão que ele está acostumado. Ele chorava, reclamava, queria que eu colocasse para ele, e não tinha o que fazer. Aí apareceu o Rodrigo, que recriou o menu. Foi bem legal mesmo”, relata Fernanda, em entrevista ao Viver Bem por telefone.

A impressão que a mãe teve, conforme relatou, foi que aquela atitude não significou um grande trabalho para Rodrigo, mas para ela representou a solução que ela precisava.

“É raro alguém se identificar com a causa e se sensibilizar para fazer algo. Muita gente criticou, achou que eu estava mimando meu filho, mas é o padrão dele. O mundo está tão vazio de atitudes bonitas, vira uma comoção mesmo quando alguém se dedica assim”, conta Fernanda, que lembra ainda das pessoas que ofereceram doar o boneco de pelúcia do Nemo ou o DVD do filme. 

Mãe recebe ajuda pela internet para filho com autismo rever "Procurando Nemo" no Netflix

Fernanda Torres Kotona com filho Miguel: a confeiteira fez apelo para Netflix devolver filme “Procurando Nemo” ao catálogo, e recebeu ajuda de desconhecido. Foto: Arquivo pessoal / Divulgação

Final feliz

Miguel ainda não conseguiu assistir ao filme do Nemo da forma como gosta porque o link, embora tenha sido enviado de Rodrigo para Fernanda, e baixado por ela, ainda não foi gravado em um DVD. Mas, assim que o DVD estiver pronto, a mãe comentou que vai gravar a reação do filho e compartilhar com quem acompanhou a história nos últimos dias.

>> Famílias vão à Justiça para que planos paguem por tratamentos específicos do autismo

“Para algumas pessoas parece uma atitude simples, mas para mim teve um significado enorme. Eu torço para que o Rodrigo seja abençoado com alguma coisa muito boa, ele merece”, elogia Fernanda. 

LEIA TAMBÉM:

8 recomendações para você

Deixe seu comentário