i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Comportamento

Mulheres com autoestima elevada são mais produtivas e felizes, apontam especialistas

Potencializar a confiança e aumentar a capacidade de perceber as próprias habilidades são os primeiros passos para uma vida com mais propósito

  • PorCamila Rehbein
  • 10/02/2016 11:35
Mulheres com autoestima elevada são mais produtivas e felizes, apontam especialistas
| Foto:

A modernidade trouxe às mulheres a possibilidade de se expressarem e poderem mostrar ao mundo seu real valor, que vai muito além de ser dona de casa, mãe e esposa. A cada ano que passa, novos questionamentos são colocados em pauta e o potencial feminino vem crescendo de forma avassaladora. Em contra partida, estudos revelam que as mulheres vêm vivenciando inúmeros problemas causados pela baixa autoestima e autoconfiança, que juntos, são causas que impossibilitam viver a vida de forma plena.

De acordo com a coach Juci Nones, existem quatro pilares que são fundamentais para o sucesso com felicidade: autoconhecimento, automotivação, autoestima e autoconfiança. “Equilibrar vida pessoal e profissional, viver várias versões de si mesma é um grande desafio feminino e que requer uma atenção especial e grande habilidade”, explica.

Em seu livro Viva o seu melhor, ela explica que mulheres com autoestima e autoconfiança baixas têm dificuldade em seus relacionamentos, em tomar decisões, definir limites, traçar e alcançar metas e isso acaba refletindo em toda a sua vida, pessoal e profissional.

O grande segredo para saber absorver as pressões do dia a dia, segundo Nones, é trabalhar em cima da percepção que o indivíduo tem de si mesmo. E esta percepção não é determinada pela opinião de terceiros, mas pela satisfação pessoal de cada uma. “Uma mulher que gosta de si mesma e confia no seu potencial é capaz de reconhecer o seu valor de forma realista e positiva e atrair para sua vida muito mais sucesso com felicidade”, diz. A melhor notícia é que com essas percepções bem alinhadas, estar de bem consigo mesma não é mais baseado em conceitos como beleza, talento, inteligência ou status social. Quer mais modernidade do que isso?

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.