Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Criatividade e tecnologia em cores e estampas

Fábrica do Silk em Pinhais desenvolve e produz os detalhes decorativos das roupas, trazendo inovação, qualidade e diferencial às peças



Andréia de Morais Menezes, proprietária da Fábrica do Silk


Variadas técnicas de estamparia feitas na Fábrica do Silk


Variadas técnicas de estamparia feitas na Fábrica do Silk


Variadas técnicas de estamparia feitas na Fábrica do Silk


Variadas técnicas de estamparia feitas na Fábrica do Silk


Variadas técnicas de estamparia feitas na Fábrica do Silk


Variadas técnicas de estamparia feitas na Fábrica do Silk


Variadas técnicas de estamparia feitas na Fábrica do Silk
Quem olha para as grandes estampas florais, arabescos, animal print, folhagens e paisagens – grandes tendências da temporada de verão – nem imagina como tudo aquilo vai parar nos pequenos pedaços de tecido que formam as roupas. As técnicas aplicadas podem ser várias, desde a tradicional serigrafia até a tecnológica estamparia digital.

Aqui pertinho, em Pinhais, a Fábrica do Silk é uma das grandes referências nos processos de estamparia no estado. Andréia de Morais Menezes, formada em História com especialização em História do Vestuário é quem comanda os barracões há mais de 10 anos e atende clientes como W.Friends, Holt Zutto, Lafort, Água Doce, Chocolateria, Lupi Design e outras facções de roupas esportivas e também clientes menores.

“No início, nosso grande carro-chefe era a serigrafia mas atualmente a grande pedida do mercado é a estamparia digital, por isso estou ampliando e reformando nosso espaço para investir mais nisso”, conta. Como não poderia deixar de ser, Andréia também lamenta a concorrência asiática dentro do mercado de confecção, mas também aposta na inovação e na criatividade para superar a crise.

Além das centenas de telas de serigrafia espalhadas pelo barracão, quatro máquinas trabalham na impressão digital de estampas exclusivas e ricas em detalhes. Cada desenho servirá para apenas uma peça, que segue para uma máquina onde a tinta sofre um processo de sublimação, em um equipamento que chega a 200° C e transfere as cores para o tecido quase como num passe de mágica.

Detalhes bordados e aplicações de detalhes em strass também preenchem o barracão e dividem espaço com dezenas de caixas com peças prontas para voltarem às indústrias. “Precisei me adaptar, pois antes eu atendia grandes demandas de poucas empresas, hoje eu atendo muitos clientes com pequenos lotes”, explica Andréia.

Acompanhe na revista Viver Bem Moda & Beleza as reportagens completas e mais fotos da Expedição da Moda!

Processos de estamparia

8 recomendações para você

Deixe seu comentário