De princesa a roqueiros: o tênis que é símbolo de estilo há mais de 100 anos

Conheça a história do calçado que conquistou públicos de todos os tipos, de jogadores de basquete a princesas e astros do rock

historia-all-star-converse-camila-damasio-91788-unsplashDemocrático, o All Star conquistou públicos de todos os tipos, de jogadores de basquete a astros do rock. Foto: Camila Damasio / Unsplash

Unanimidade na moda é algo raro, mas se tem um calçado que flerta com esse conceito é o All Star. A marca foi criada em 1908 e desde então acumula histórias que passeiam por vários temas, do esporte à música.  Tudo começou em Maldens, Massachussetts, quando o empresário Marquis Mills Converse inaugurou a “Converse Rubber Show Company”. Em menos de dois anos, a empresa já produzia cerca de 4 mil pares de sapato por dia.

Mas foi em 1917 que a companhia desenvolveu a linha de calçados de lona e solado de borracha com o design mais parecido com o que vemos hoje. Os tênis ganharam ares ainda mais cooll quando o jogador de basquete Charles “Chuck” Taylor se juntou à empresa e sugeriu algumas mudanças, como fissuras no solado, para diminuir a derrapagem nas quadras.

>>> Garimpo Viver Bem: tênis esportivos para usar no dia a dia

Foi ele, aliás que disseminou a marca pelos EUA. Enquanto jogava, ele convencia colegas e técnicos a usarem o All Star preto de cano alto, um dos ícones da marca e até hoje conhecido como “Chuck Taylor”.

jogador-de-basquete-charles-chuck-taylor-com-converse-all-star

Até hoje, o icônico modelo preto de cano alto da Converse é conhecido como Chuck Taylor graças ao jogador de basquete. Foto: Reprodução / Pinterest

O caso de amor entre os tênis e o basquete não acabou por aí. Pelo contrário. Em 1939, a equipe do New York Rens venceu o campeonato nacional de basquete dos EUA usando All Stars. A tradição de jogadores usando esse tipo de calçado foi até a década de 1970, quando foi vencida pela tecnologia dos amortecedores.

A marca foi se adaptando aos novos mercados, mas sem jamais deixar as origens de lado. Em 1966, o modelo de cano baixo do All Star ganhou as ruas em diversas cores e tamanhos, já que antes imperava o preto e o branco.

>>> Tradicional marca britânica lança sapatilhas de balé para dançarinas negras

E, mesmo antes de o All Star azul ganhar as caixas de som na voz de Cassia Eller e Nando Reis, a marca já era reverenciada por personalidades. De James Dean à Princesa Diana, ele foi usado por ícones da moda, música e mundo — o líder da banda Nirvana, Kurt Cobain, tinha o sapato como uma de suas marcas registradas; no último show dos Beatles, em 1969, George Harrison usou um par de All Star preto.

No Brasil, a marca chegou em 1980 e desde então também ganharam as ruas nas mais diversas cores. Atualmente, são 1,2 mil modelos vendidos no país. A marca pode ser encontrada em 160 países do mundo. O Viver Bem separou alguns looks com esse sapato centenário. Confira:

looks-com-all-star-converse-tenis-moda-pinterest-9looks-com-all-star-converse-tenis-moda-pinterest-9looks-com-all-star-converse-tenis-moda-pinterest-9looks-com-all-star-converse-tenis-moda-pinterest-9looks-com-all-star-converse-tenis-moda-pinterest-9looks-com-all-star-converse-tenis-moda-pinterest-9looks-com-all-star-converse-tenis-moda-pinterest-9

looks-com-all-star-converse-tenis-moda-pinterest-9

Fotos: Reprodução / Pinterest

LEIA TAMBÉM

8 recomendações para você

Deixe seu comentário