Influências de Carmen Miranda na moda continuam atuais mesmo 61 anos depois da sua morte

Saiba mais sobre a relação da cantora com o mundo fashion

O filósofo francês Gilles Lipovestsky escreveu em “O Império do Efêmero”, livro considerado uma bíblia fashionista, que a moda não pertence a todas as épocas nem a todas as civilizações. O que explica muito a influência que a cantora portuguesa Carmen Miranda (1909-1955), que hoje completa 61 anos de morte, deixou para o mundo todo, fazendo com que grifes internacionais como Prada, Dolce Gabbana e Versace se inspirassem nela para criar algumas de suas coleções.

Uma das coleções mais icônicas da Prada, a de Verão 2011, apostou nas bananas. "I like bananas".

Uma das coleções mais icônicas da Prada, a de Verão 2011, apostou nas bananas. “I like bananas”.

Carmen despontou na década de 1940. Na época, a moda passava transformações motivadas pelo pós-guerra. Paris sofria pela falta de mão de obra. Nos Estados Unidos, as atrizes de cinema ditavam o que vestir com um quê europeu. A moda latina bebia das duas fontes. Mas a cantora queria algo próprio. Sozinha, construiu um estilo único, pautado pela cultura brasileira.

A coleção verão 2006 da Salinas foi um tributo a Carmen.

A coleção verão 2006 da Salinas foi um tributo a Carmen.

Cores vibrantes, alegria e sensualidade. Com essas características, Carmen Miranda, que completa hoje o aniversário de 60 anos de sua morte, se tornou uma das primeiras referências de moda nacional. Balagandãs, colares, saias, chapéus com frutas, turtbantes, vestidos, sapatos plataformas, bijuterias e joias eram usados com extravagância em suas performances artísticas. Sempre revelando “O que é que a Baiana Tem”.

 

A fantasia de Carmen Miranda foi um dos destaques da coleção de Carnaval 2014 da Farm

A fantasia de Carmen Miranda foi um dos destaques da coleção de Carnaval 2014 da Farm

Sua relação coma costura começou cedo. Aos 16 anos trabalhou numa loja onde aprendeu a fazer chapéus. Ela mesma confeccionava os seus figurinos. Suas sobrancelhas marcadas e o batom vermelho retratam a imagem da mulher dos anos 1940. Seus trajes de baiana, criados em 1938 para o filme “Banana da Terra”, fizeram tanto sucesso que foram parar na Quinta Avenida, em Nova York, substituindo criações de estilistas renomados.

O desfile inverno 2004 de Alexandre Herchcovitch misturou Carmen Miranda com Hello Kitty numa coleção bem humorada.

O desfile inverno 2004 de Alexandre Herchcovitch misturou Carmen Miranda com Hello Kitty numa coleção bem humorada.

Pedro Lourenço se inspirou em uma Carmen Miranda moderna para a coleção primavera/verão 2014 da marca que leva seu nome.

Pedro Lourenço se inspirou em uma Carmen Miranda moderna para a coleção primavera/verão 2014 da marca que leva seu nome.

Se hoje se fala em um DNA brasileiro, tão almejado internacionalmente e explorado com maestria por estilistas daqui como Ronaldo Fraga, é uma herança da cantora. Com ela, a cultura brasileira ganhou status e passou de traje típico para orgulho nacional.

 

8 recomendações para você

Deixe seu comentário