Na torcida pela nova geração da moda

Familiares torcem por novos talentos antes e durante desfile

O “Desfile Novos Talentos – Grife”, realizado nesta quinta-feira (7) durante o Paraná Business Collection (PBC), reuniu familiares ansiosos, preocupados e felizes com o desfile. Tinha pai, mãe, irmão, tio. Só faltou o papagaio.

Os pais de Lorena Matioli, Luiz Carlos e Aparecida Matioli, eram “só” sorrisos. “A expectativa é grande. Estamos muito felizes”, disseram. Além dos familiares mais 15 amigos da estilista estavam presentes. Era quase uma torcida organizada.

Já os pais da Fernanda Tanaka, Paulo e Flávia Tanaka, estavam radiantes no backstage enquanto a filha dava os últimos retoques nas modelos. “Acho legal quando você acha que seu filho tem talento. Agora, quando as outras pessoas também acham é melhor ainda”, disse Flávia, sorrindo. O pai, Paulo, era puro orgulho. “Ela sempre foi dedicada. Os resultados estão surgindo agora”, relatou.

A advogada Rubia Dallarmi, irmã da Danubia, contou um pouco sobre a caçula. “Ela começou agronomia, depois foi para direito, mas se apaixonou mesmo foi pela moda”, disse. Contente, ela queria gritar na hora em que a irmã entrasse. Na hora do desfile, porém, ela não gritou. A etiqueta não permite.

Mas a estreia não foi apenas de novos estilistas. Algumas modelos pisavam pela primeira vez em uma passarela. A psicopedagoga Karina Bichels, mãe da Giovana, estava bem emocionada. “Eu vou gritar por dento intensamente quando ela entrar”, falou.

O desfile lotou e quase não tinha cadeira para sentar. Os novos talentos foram saudados com palmas, “vivas” e assobios. Mereceram.

8 recomendações para você

Deixe seu comentário