Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Foto: Reprodução Pinterest
Foto: Reprodução Pinterest| Foto:

A febre que conquistou as gringas chegou ao Brasil e o Viver Bem testou em primeira mão: cílios magnéticos. O produto entrou para o catálogo de itens de beleza da Miss Frandy e o lançamento para o público foi feito durante a 17ª edição da Hair Brasil, tradicional feira de beleza realizada em São Paulo.

Funcionam mesmo? 

A ideia de aumentar o volume dos cílios com a ajuda de um ímã soa um pouco assustadora. Mas basta pegar o produto nas mãos para notar a leveza do acabamento e a facilidade com que é aplicado.

Não tem segredo: é só segurar a base inferior rente à raiz dos cílios e, com a outra mão, aproximar a parte superior do cílio magnético até que os ímãs se unam como um “sanduíche”. Nada de cola, nada de peso.

Para retirar, basta deslizar os dois ímãs com o dedo indicador e o polegar – não se deve puxar os cílios diretamente, pois isso pode alterar sua forma e aparência. É possível reutilizá-los, porém sem aplicar máscara. Como o produto é muito delicado, pode “escorregar” com o peso do pincel.

Como testei apenas a versão “de canto de olho”, não sei dizer se os cílios inteiros dão a mesma sensação. O resultado ficou bem interessante, quase como se eu tivesse feito alongamento. Usaria novamente sem pensar duas vezes. Veja como foi a experiência:

Riscos

Mas é preciso ficar alerta. O oftalmologista da Paraná Clínicas, Flavio Augusto Bassoli, adverte que nenhum produto que não tenha o pH da lágrima deve estar em contato com os olhos.

“Um imã, um metal, possivelmente tem mercúrio e pode se deteriorar em contato com a lubrificação do olho. Se oxidar, pode liberar substâncias químicas e, consequentemente, gerar conjuntivite, ceratite ou até uma lesão na córnea“, complementa.

LEIA TAMBÉM

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]