i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Saúde e Bem-Estar

Aproveite o frio e ceda ao poder desses 7 chás quentinhos

Veja os benefícios de diversos tipos de chás como erva cidreira, cavalinha, mate, entre outros

  • PorAmanda Milléo
  • 17/07/2019 05:00
Cada planta ou fruta usada para a preparação de chás ou infusões carrega princípios ativos com efeitos diferentes e, ao infundi-las em água quente, os princípios são repassados, transformando-os em um aliado do organismo. Foto: Bigstock.
Cada planta ou fruta usada para a preparação de chás ou infusões carrega princípios ativos com efeitos diferentes e, ao infundi-las em água quente, os princípios são repassados, transformando-os em um aliado do organismo. Foto: Bigstock.| Foto:

Além de aquecer, uma xícara de chá pode proporcionar efeitos estimulante, calmante, termogênico, digestivo, diurético, laxativo, hipoglicemiante, hipolipemiante (controle do colesterol) e até mesmo fotoprotetor oral.

Cada planta ou fruta usada para a preparação de chás ou infusões carrega princípios ativos com efeitos diferentes e, ao infundi-las em água quente, os princípios são repassados, transformando-os em um aliado do organismo.

As folhas de abajeru ou da pata de vaca conseguem reduzir a glicemia do sangue e são fortes aliados contra a diabete. “Não se pode tratar a diabete com chá, obviamente, mas ele pode ser usado como coadjuvante no tratamento”, explica a médica nutróloga Mar­­cella Garcez Duarte.

Da mesma forma, é comprovado que o chá preto age na redução da glicemia, enquanto o chá de hibisco, alcachofra, erva doce e camomila são bons no trato digestivo.

“A camomila tem como princípios ativos os polifenóis, como a matricina e cumarinas, que têm as propriedades digestivas e anti-inflamatórias. Já o maracujá tem a passiflorina, que ocupa os receptores de neurotransmissores relaxantes do sistema nervoso central”, completa a nutróloga.

>> Sem água boricada! Confira os tipos de conjuntivite e como tratá-los

Os chás que utilizam folhas da planta Camelia sinensis possuem polifenóis catequinas e vitamina C, indicada no fortalecimento do sistema imunológico.

“Incluímos nessa lista os chás verde, preto e o oolong, que têm relação na prevenção do câncer, equilíbrio da pressão arterial e reforço do sistema imunológico”, diz a especialista em chás, Carla Saueressig.

Quantas xícaras?
Ainda não há uma conclusão a respeito da quantidade que pode ser consumida de chá ou infusão por dia, mas a recomendação de nutricionistas é entre uma a quatro xícaras, dependendo do tipo e da individualidade bioquímica de cada um.

Pessoas hipertensas não devem exagerar em chás com cafeína, que aumentam a pressão arterial, assim como quem possui problemas gástricos, como gastrite, esofagite de refluxo e úlcera gástrica, segundo a professora do departamento de Agroindústria e Nutrição da Escola Superior de Agricultura Luiz Queiroz, da Universidade de São Paulo, Jocelem Mastrodi Salgado.

>> Não ignore enjoos e náuseas; eles estão relacionados a mais de 200 doenças

Potencial

Confira os benefícios de alguns chás e infusões:

• Erva cidreira: de efeito calmante, é usado em doenças neurológicas. Tem ação antiespasmódica e analgésica.

• Cavalinha: repositor de minerais e oligoelementos, trata unhas quebradiças, consolidação de fraturas e retardo no crescimento, além de artrose, reumatismo, gota e edemas. Tem efeito anti-hemorrágico e reforça tecidos conjuntivos (tendões e cartilagens) e paredes das artérias.

• Dente de leão: de potencial antimicrobiano, tem flavonoides de ação hepatoprotetora e antioxidante.

• Erva mate: estimulante do sistema nervoso central (pela cafeína), tem propriedades antioxidantes (ácidos fenólicos e taninos), que combatem radicais livres e previnem doenças cardiovasculares e envelhecimento precoce.

• Chá branco: antioxidante que promete reduzir o estresse oxidativo e os níveis de triglicerídeos séricos.

• Chá vermelho: possui polifenois que auxiliam na eliminação de gorduras pelas fezes.

• Chá preto: reduz os níveis de glicose, ajudando no controle do diabete.

Fonte: Patrícia Bertolucci, nutricionista.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.