i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Saúde e Bem-Estar

Até dois anos de idade, tempo de tela das crianças deve ser zero, dizem pediatras

Em vez de tablets, TVs e jogos eletrônicos, atividades que estimulem os bebês a serem \"fisicamente ativos\", como alcançar, puxar e segurar objetos, e assim mover os membros do corpo. A recomendação faz parte de um …

  • PorFolhapress
  • [27/07/2017] [15:09]
Novas recomendações sobre uso de tablets e celulares, além da indicação de atividades físicas da Sociedade Brasileira de Pediatria foram divulgadas nesta quinta (27/07) (Foto: Bigstock)
Novas recomendações sobre uso de tablets e celulares, além da indicação de atividades físicas da Sociedade Brasileira de Pediatria foram divulgadas nesta quinta (27/07) (Foto: Bigstock)| Foto:

Em vez de tablets, TVs e jogos eletrônicos, atividades que estimulem os bebês a serem “fisicamente ativos”, como alcançar, puxar e segurar objetos, e assim mover os membros do corpo.

A recomendação faz parte de um guia inédito da SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria), e que visa estimular a prática de atividades físicas por crianças e adolescentes –incluindo os bebês de até dois anos.

O documento, lançado nesta quinta-feira (27), é voltado a pais, escolas e pediatras. Ao todo, cerca de 28 mil especialistas devem receber o manual, que contém diretrizes como tempo e tipo de atividades recomendados de acordo com as diferentes faixas etárias.

Para os pediatras, mesmo bebês que ainda não começaram a se arrastar ou engatinhar devem ser estimulados a serem “fisicamente ativos”. Neste caso, a dica é incentivar os pequenos a tentar alcançar, puxar ou empurrar objetos, por exemplo, de forma a mover a cabeça, corpo e membros.

Outra recomendação importante nesta faixa etária é a exclusão total do tempo em frente a TV, tablet, celular e jogos eletrônicos. Acima dessa idade, o máximo é de até duas horas. “O que queremos acabar é com a inatividade. Temos hoje crianças e adolescentes muito ligados às telas. Queremos estimular uma vida mais saudável”, diz o pediatra Ricardo do Rêgo Barros, que atua na área de medicina do esporte na SBP e coordenou a elaboração do documento.

Exercícios físicos

Para as crianças que já conseguem andar sozinhas, o manual recomenda ao menos 180 minutos de atividades que podem ser divididas durante o dia. E existe um limite máximo de tempo? “Claro que não pode exagerar. A criança tem que ter o horário de descanso dela. Não pode forçar, é algo mais lúdico”, afirma o coordenador.

O tempo mínimo indicado para atividades varia nas outras faixas etárias. Para crianças de três a cinco anos, a recomendação é de pelo menos 180 minutos de atividades de qualquer intensidade ao longo do dia, em especial aquelas que desenvolvam a coordenação motora. A partir dessa faixa etária, atividades físicas estruturadas, como natação, danças, lutas, podem ser incluídas, de acordo com o guia.

Segundo Barros, a falta de uma recomendação anterior para algumas atividades, como natação, ocorre devido ao baixo número de evidências de benefícios significativos à saúde.

“O que sabemos hoje em dia é que os benefícios da natação para bebês [menores] não são tão significativos. Se quiser como sociabilização, uma brincadeira, não tem problema. Mas não como indicação médica”, afirma.

Já para crianças de 6 anos até adolescentes até 19 anos, o manual recomenda pelo menos 60 minutos de atividade física “moderada a vigorosa” – como pedalar, nadar, correr, saltar ou atividades que tenham, no mínimo, a intensidade de uma caminhada, informa o documento.

E musculação? De acordo com Barros, a possibilidade não é excluída, mas é necessário supervisão personalizada, e com equipamentos adequados.

“O que sugerimos é que nos meninos seja depois do estirão do crescimento, mais ou menos após 14 e 15 anos, e nas meninas, depois da menstruação”, diz. Segundo o documento, a necessidade de supervisão pois a prática de exercícios de intensidade “moderada a vigorosa” pode contribuir para aumentar os níveis circulantes do hormônio do crescimento e o fator estimulante desse hormônio.

Se não houver suporte, informa, exercícios feitos de forma extenuante podem reduzir o ganho de altura, o que ocorre quando há a inibição desses hormônios. O acompanhamento também é importante para evitar lesões.

De acordo com a SBP, a ideia de elaborar um documento com recomendações de atividades para as diferentes faixas etárias ocorre diante do aumento da obesidade no país -hoje, 18,9% dos adultos são obesos. Entre as crianças de cinco a nove anos, esse índice é de 14,3%, segundo dados de 2009 da POF (Pesquisa de Orçamentos Familiares), do IBGE.

Veja as recomendações

CRIANÇAS DE 0 A 2 ANOS

Aqueles que ainda não começaram a se arrastar/engatinhar devem ser encorajados a serem fisicamente ativos alcançando, segurando, puxando e empurrando objetos, movendo a cabeça, corpo e membros durante as rotinas diárias e durante atividades supervisionadas no chão

Já crianças que conseguem andar sozinhas devem ser fisicamente ativas todos os dias durante pelo menos 180 minutos, em atividades que podem ser fracionadas durante o dia e ocorrerem em ambientes fechados ou ao ar livre, como ficar de pé, movendo-se, rolando e brincando, além de atividades mais energéticas como saltar, pular e correr

Tempo recomendado de tela (TV, tablet, celular, jogos eletrônicos): zero

CRIANÇAS DE 3 A 5 ANOS

Crianças dessa faixa etária devem acumular pelo menos 180 minutos de atividade física de qualquer intensidade distribuída ao longo do dia, incluindo atividades que desenvolvam a coordenação motora.

Brincadeiras ativas, andar de bicicleta, atividades na água, jogos de perseguir e jogos com bola são práticas recomendadas

A partir dos três anos de idade atividades físicas estruturadas, como natação, danças, lutas, esportes coletivos, entre outras, também podem ser paulatinamente incluídas

Tempo recomendado de tela (TV, tablet, celular, jogos eletrônicos): máximo de 2 horas por dia

CRIANÇAS E ADOLESCENTES DE 6 A 19 ANOS

Crianças e adolescentes dessa faixa etária devem acumular pelo menos 60 minutos diários de atividades físicas de intensidade moderada a vigorosa, tais como pedalar, nadar, brincar em um playground, correr, saltar e outras atividades que tenham, no mínimo, a intensidade de uma caminhada

Atividades de intensidade vigorosa, incluindo aquelas que são capazes de fortalecer músculos e ossos, devem ser realizadas em, pelo menos, três dias por semana. Ex. brincadeiras que incluam saltos, atividades de empurrar, puxar e apoiando/suportando o peso corporal

Atividades de flexibilidade envolvendo os principais movimentos articulares devem ser realizadas pelo menos três vezes por semana

Tempo recomendado de tela: máximo de 2 horas por dia (exceto para tarefas escolares)

Fonte: Manual “Promoção da Atividade Física na Infância e Adolescência”, da Sociedade Brasileira de Pediatria

LEIA TAMBÉM

>>> Paralisia de Bell: a condição que afetou o rosto da Angelina Jolie

>>> Menstruação atrasada nem sempre é gravidez. Veja outros motivos

>>> Recuperado de AVC, Jorge Fernando conta luta para a ter de volta expressões faciais

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]
Tudo sobre:

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.