Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Veja o produto mais eficaz para reduzir agrotóxicos de frutas e verduras

Estudo norte-americano comparou três formas de lavar frutas, em especial a maçã, e comprovou que há um jeito ideal para fazer a limpeza

Substância é mais eficaz para reduzir nível de agrotóxicos. Foto: Bigstock.Substância é mais eficaz para reduzir nível de agrotóxicos. Foto: Bigstock.

Lavar os alimentos, especialmente frutas e verduras, antes do consumo é essencial para a retirada de resíduos, micro-organismos e, principalmente, agrotóxicos que possam contaminar o ser humano. Um estudo norte-americano, divulgado pela revista científica Journal of Agricultural and Food Chemistry em outubro, comprovou qual é a substância secreta mais eficaz para fazer essa limpeza: bicarbonato de sódio.

Quando comparado a outros dois métodos de limpeza, usando só água de torneira ou alvejante da marca Clorox, a base de cloro, o bicarbonato de sódio se mostrou mais eficaz. Com 10 mg/ml do bicarbonato em uma solução aquosa, os pesquisadores perceberam que a mistura levava de 12 a 15 minutos para remover completamente qualquer resíduo de tiabendazol ou phosmet que estivessem na superfície da maçã. A fruta havia sido exposta ao pesticida previamente durante 24 horas.

O bicarbonato de sódio, no entanto, não teve a mesma ação para uma limpeza total e a maçã, por dentro, ainda continha pesticidas, de acordo com o estudo. Para fazer a análise, os pesquisadores usaram uma técnica de mapeamento chamado de SERS – Surface-enhanced Raman scattering, associada a uma cromatografia líquida e espectrometria de massa em tandem (LC–MS/MS).

“A efetividade geral do método em remover todo resíduo de pesticidas diminui na medida em que os pesticidas penetram na fruta. Para uma aplicação prática, lavar as maçãs com bicarbonato de sódio pode reduzir a maior parte das substâncias na superfície. Retirar a casca da fruta é o meio mais efetivo para remover os pesticidas que penetram no fruto. Isso, no entanto, faz com que se percam os componentes bioativos da fruta localizados na casca”, sugerem e alertam os pesquisadores no estudo.

Como ingerir menos agrotóxicos?

Algumas atitudes podem minimizar a exposição a resíduos de agrotóxicos, de acordo com informações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A primeira orientação do órgão é que o consumidor escolha alimentos rotulados com a identificação do produtor, o que pode ajudar no comprometimento dos produtores em relação à qualidade dos produtos.

A segunda sugestão da agência é que se adquira alimentos orgânicos ou de sistemas agroecológicos, também os chamados alimentos de “época”, como as frutas de cada estação. Em média esses alimentos recebem uma carga menor de agroquímicos. Por exemplo, a uva é uma fruta do verão, enquanto o morango é do inverno. A carga de agroquímicos no morango, no verão, portanto, deve ser maior do que no inverno.

A Anvisa orienta ainda a imersão dos alimentos, durante 20 minutos, em uma mistura de água com hipoclorito de sódio (água sanitária), antes do consumo.

Ranking dos alimentos com mais pesticida

Dos alimentos que contêm maior quantidade de agrotóxicos, confira a lista dos top 10:

1º pimentão – 91,8% de pesticida

2º morango – 63,4%

3º pepino – 57,4%

4º alface – 54,2%

5º cenoura – 49,6%

6º abacaxi – 32,8%

7º beterraba – 32,6%

8º couve – 31,9%

9º mamão – 34,4%

10º tomate – 16,3%

LEIA TAMBÉM

8 recomendações para você

Deixe seu comentário