Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Colonoscopia tem preparo de dois dias e verifica pólipos e lesões intestinais

Apesar de tabu, o exame dura poucos minutos, não dói e pode salvar vidas

Exame causa muito temor entre pacientes, mas risco é baixo e exame ajuda a identificar lesões que podem indicar câncer. Foto: BigstockExame causa muito temor entre pacientes, mas risco é baixo e exame ajuda a identificar lesões que podem indicar câncer. Foto: Bigstock

O câncer colorretal é um dos que mais matam no Brasil. Apesar de perigoso, ele tem cura se diagnosticado logo no início, através da colonoscopia.

A partir dos 50 anos de idade, ninguém pode escapar. Homens e mulheres devem fazer o exame, que dura até 30 minutos e é indolor. Se os resultados forem saudáveis, a indicação é que seja repetida de 5 a 10 anos depois.

Se o paciente tiver registros de câncer colorretal na família, retocolite ulcerativa ou doença de Crohn deve iniciar a prevenção aos 40 anos de idade e receber acompanhamento médico mais frequente.

Muitas pessoas têm medo do exame, mas assim como a prevenção do câncer de próstata e mama, o câncer de intestino merece atenção.

Segundo especialistas, é preciso desmistificar o exame: o procedimento é feito com sedação e pode salvar vidas.

A colonoscopia tem a função de localizar lesões na mucosa do intestino e também pólipos, pequenas verrugas que podem se tornar cancerígenas em um período de cinco a dez anos.

Em 95% dos casos o câncer colorretal surge a partir de lesões benignas. Portanto, se um ou mais pólipos forem percebidos durante o procedimento, o médico deve fazer a remoção imediatamente.

Por dentro da técnica

Veja como é feita a colonoscopia

Sintomas
Prisão de ventre, anemia, perda de peso e sangramento nas fezes podem ser suficientes para que um exame de colonoscopia seja necessário.

Mas há exceções. Pacientes com diverticulite e até mesmo cardiopatas graves não são aconselhados a realizar o procedimento por causa da sedação.

Quem toma anticoagulantes, por exemplo, deve avisar ao médico com antecedência porque há risco de hemorragia caso um pólipo seja retirado.

Preparação para o exame
Dois dias antes, é importante beber muito líquido e evitar alimentos com fibras, como frutas e verduras, bem como todos os tipos de carne.

A clínica geralmente oferece uma lista de alimentos permitidos e explica seu preparo. Na noite anterior, o paciente ingere uma mistura de laxante e suco a cada 15 minutos durante duas horas.

Com o intestino limpo, deve fazer jejum de seis horas e, após o exame, é permitido se alimentar normalmente.

Riscos inerentes
Como qualquer procedimento médico, a colonoscopia deve ser feita por um profissional qualificado e existem alguns riscos, mesmo que pequenos.

Em apenas 0,01% dos casos pode acontecer uma perfuração do intestino. Nesse caso, deve-se fazer uma cirurgia imediatamente.

Fontes: coloproctologistas Antonio Trotta, Paulo Kotze e oncologista Raul Anselmi Jr.

LEIA TAMBÉM

8 recomendações para você

Deixe seu comentário