Pele queimada: evite o torrão e saiba como cuidar da pele pós-sol

Cremes oleosos, sprays e produtos com benzocaína devem ser evitados, pois podem causar irritações ou reações alérgicas

(Foto: Bigstock)

A semana da Pátria promete ser o primeiro feriado, desde o início do ano, a ter sol e calor para os paranaenses. Quem está planejando descer ao litoral, o cuidado com a pele deve ser redobrado para evitar o torrão, que prejudica mais do que você imagina.

Como proteção, a regra é clara: protetor solar. E não adianta passar uma vez e esquecer o produto na bolsa. A cada duas horas ou logo depois de sair do mar ou da piscina. Se mesmo assim a pele se queimar, os cuidados pós-sol são tão importantes quanto o pré.

Usar sabonete, por exemplo, só se servir como hidratante. Do contrário, deixará a pele irritada e mais ressacada. Produtos esfoliantes e água que não esteja na temperatura fria estão proibidos.

A queimadura do sol passa por vários estágios, que vão da vermelhidão para a formação de bolhas, escamação e descamação. É comum que a coceira e a sensibilidade no local persistam por algumas semanas. Tome o cuidado de não estourar as bolhas e usar compressas de água gelada, com toalhas macias ou gazes, que ajudam a baixar a temperatura corporal.

Veja outros cuidados:

Alimentação ajuda!

Tome bastante água gelada, sucos naturais e água de coco. As bebidas vão combater a desidratação causada pela exposição excessiva ao sol. Se sentir cansaço e dores, repouse e tente não se esforçar.

Cuidado com a febre

Se a dor persistir e entrar em estado febril, procure um médico, que indicará o uso de medicamentos que aliviam o problema.

Posso passar cremes hidratantes?

Uma alternativa para aliviar a dor é colocar o creme na geladeira por alguns minutos antes de fazer a aplicação. Passe o hidratante sempre após um banho frio, enquanto a pele estiver úmida. Assim, ela absorve melhor os princípios ativos dos cremes. Existem loções restauradoras que também ajudam, bem como água termal, que colabora na cicatrização e na dor da pele. Durante o banho, aplique óleo de banho para trazer a sensação de frescor, caso a pele não tenha bolhas.

Evite: Como a pele está quente e vermelha, é melhor evitar água quente, esponjas e qualquer tipo de esfoliante. Não passe produtos oleosos na pele, porque impedem que o calor e suor sejam liberados, e podem agravar a queimadura. Evite também sprays e produtos para queimaduras que contenham benzocaína, que podem causar irritação e reações alérgicas.

O que fazer com as bolhas?

Nunca as estoure e quando elas estourarem sozinhas, jamais puxe a pele, pois pode feri-la. As bolhas protegem a pele nova e sensível que ainda vai amadurecer.

Começou a descascar

Nesse estágio, passe hidratantes à base de água ou aloe vera e água termal para aliviar a coceira. Loções à base de calamina podem ser usadas também, porém muitas contêm cânfora. Essa substância só pode ser usada em crianças maiores de dois anos de idade e jamais por gestantes.

Crianças: cuidado especial

As crianças se queimam mais rápido e com mais facilidade que os adultos, pois tem a pele mais fina e delicada. A superfície exposta na criança também é maior, por isso a recomendação de que as crianças usem roupas com fator de proteção solar ao invés de apenas biquíni e calção de banho.

Se seu filho se queimar, leve ao médico nas seguintes situações:

– Crie bolhas nas primeiras 24 horas;

– Estiver com mãos e rosto inchados;

– Tiver sinais de infecção na pele, com pus ou linhas vermelhas;

– Tiver febre ou calafrios;

– Sentir mal-estar, com vômito ou desmaio.

Atenção: os efeitos da queimadura podem se agravar um ou mesmo dois dias depois da exposição ao sol.

Medicamentos podem manchar a pele

Existem medicamentos que em uso e associado com exposição solar a pele pode escurecer, como alguns quimioterápicos, e cloroquina e hidroxicloroquina para tratamento de algumas doenças reumatológicas.

Outros medicamentos podem levar a uma fotosensbilidade, quando associados à exposição solar. Por exemplo, estão os anticoncepcionais, anti-histamínicos a base de benzofenona, e prometazina, antibióticos a base de eritromicina, antiarrítimicos cardíacos e antidiabéticos. Converse com seu médico!

LEIA TAMBÉM

8 recomendações para você

Deixe seu comentário