Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Kim Kardashian diz que desenvolveu dismorfofobia; entenda a doença

A condição, também chamada de Complexo de Quasímodo, é caracterizada por uma insatisfação pelo próprio corpo que leva a procedimentos estéticos desnecessários

Kim anunciou, no reality show, sofrer de dismorfofobia depois que fotos suas de biquini no México foram divulgadas nas redes sociais (Foto: reprodução Instagram)

Kim Kardashian, empresária e digital influencer norte-americana, compartilhou no último episódio do programa Keeping Up with the Kardashians, que sofre de dismorfofobia.

A doença é uma condição mental que acontece quando a pessoa desenvolve um foco obsessivo em um defeito que acha que tem na aparência. O defeito pode ser tanto real quanto imaginário e isso faz com que o afetado tente corrigi-lo a todo custo e evite sair de casa ou posar para fotos.

A socialite disse que desenvolveu o transtorno depois que fotos dela de biquíni, tiradas durante uma viagem ao México em abril, foram divulgadas pelas redes sociais. Em maio, Kim estava no carro a caminho do Met Gala quando entrou em pânico por causa de sua aparência e começou a suar intensamente.

Ela disse que quase “vomitou” e “surtou totalmente” nesse momento. Um amigo da família, Jonathan Cheban, disse que Kim desenvolveu um “grande problema de insegurança” e que a viagem ao México “causou tudo isso”.

“Kim estava ótima no baile do Met, mas parece que as fotos do México são uma coisa sem fim e só a faz pensar em Paris novamente, quando ela foi ‘zoada’ e humilhada. Não é justo e nem legal isso tudo”, disse a irmã Khloé Kardashian sobre Kim.

Semanas se passaram, mas as fotos do México continuaram a circular pela internet. “Quando eles vão parar com essa história? Você definitivamente fica mais forte depois que passa por tantas coisas, mas as fotos continuam aparecendo todos os dias e nunca me deixam em paz. Eu sei que posso lidar com tudo, mas se eu não conseguir lidar com isso… quem vai? Eu fico tanto dentro de casa que eu surto se alguém apenas olha para mim. É uma fobia, eu surto por qualquer coisa”, disse. “Por que eu me sujeito a ser vista por aí? Por que eu apenas não fico em casa?”, finalizou.

Beach bums

Uma publicação compartilhada por Kim Kardashian West (@kimkardashian) em

Complexo de Quasímodo

Além de ser chamada por síndrome da dismorfofobia, a condição é reconhecida na área médica por diferentes nomes, como Transtorno Dismórfico Corporal (TDC) ou mesmo Complexo de Quasímodo, como apresentado em um artigo publicado pela revista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, em 2007.

O nome, que faz referência ao personagem do livro de Victor Hugo, ‘O Corcunda de Notre Dame’, explica os sintomas e sinais da doença: quem é acometido pela síndrome tem uma constante e acentuada insatisfação pelo próprio corpo, com sentimento de vergonha quando se sente observado por outras pessoas, pois acha que é muito feio ou deformado.

Esses sinais surgem mesmo quando não há qualquer justificativa para eles – embora no caso de Kim Kardashian os sintomas possam ter surgido em decorrência das fotos divulgadas da socialite de biquíni.

Pelo sentimento de insatisfação, o paciente com essa condição procura recorrer aos procedimentos estéticos, como cirurgias plásticas – o que é contra-indicado nestes casos. O tratamento para a síndrome é psiquiátrico, através de uma terapia cognitivo-comportamental associada, se necessário, a medicamentos.

LEIA TAMBÉM

8 recomendações para você

Deixe seu comentário