Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Atletas do frio: exercícios ao ar livre em baixas temperaturas exigem cuidados

Segundo especialista, a cabeça é uma das regiões do corpo que mais perdem calor durante os exercícios físicos; ao protegê-la nos dias mais frios, o risco de hipotermia diminui

Foto: Bigstock

Por mais que muitas pessoas se escondam debaixo dos cobertores em busca de mais cinco minutinhos de sono nos dias frios, alguns “corajosos” pulam da cama para se exercitar logo cedo. Porém, quem corre ao ar livre no inverno precisa prestar atenção a alguns detalhes. Para esclarecer algumas dúvidas frequentes sobre o assunto, o Viver Bem conversou com Ivan Pacheco, médico do esporte e diretor da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBMEE).

Segundo o especialista, as pessoas que praticam exercícios físicos ao ar livre devem prestar muita atenção à perda de calor. Quando o corpo esfria demais e não consegue produzir energia suficiente para se manter aquecido, o organismo pode sofrer de hipotermia – se não tratada rapidamente, vários órgãos vitais correm o risco de não receber a quantidade necessária de sangue, o que pode levar à morte. A proteção deve focar, principalmente, na cabeça. “Durante o exercício, a perda de calor nessa região é muito grande – representa em torno de 35% em relação ao resto do corpo”, explica Pacheco.

Assim que o exercício terminar, a dica é se proteger do frio mesmo se a pessoa estiver com calor. Isso porque, segundo o médico, a partir do momento em que o corpo para de produzir energia, a temperatura começa a cair rapidamente.

Roupas certas        

Para proteger o corpo do frio e evitar a hipotermia, a dica é optar por peças de algodão na hora da corrida. As roupas sintéticas dificultam a perda de líquidos e a troca de calor entre o ambiente e o corpo, de acordo com o médico.

Aquecimento

Embora não existam provas científicas de que o aquecimento seja capaz de prevenir distensões musculares, este passo é muito importante para o sistema cardiovascular. “É muito melhor aumentar o ritmo da corrida progressivamente; o ideal é começar com uma caminhada e então intensificar o exercício quando o corpo estiver aquecido”, explica Pacheco.

Água

Ao contrário do que ocorre no calor, o risco de desidratação no inverno é bem menor quando se pratica exercícios físicos. Por causa disso, não é preciso ter cuidado excessivo com a ingestão de água, segundo Pacheco. “Não tem uma fórmula ideal. No inverno, tudo depende da temperatura e da intensidade do exercício. A sugestão é beber líquido sempre que sentir sede”, diz.

LEIA TAMBÉM

>> Qual é o tempo ideal para uma dieta funcionar? Pesquisa americana dá a resposta

>> Tudo o que você precisa saber para ser um doador de sangue e salvar vidas

>> Xingar durante o treino na academia aumenta força física e resistência

8 recomendações para você

Deixe seu comentário