Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Aumenta o número de lesões nos recreios nos Estados Unidos

De acordo com estudo da Academia Americana de Pediatria a cada ano mais de 21 mil crianças com 14 anos ou menos foram tratadas por lesões cerebrais traumáticas.

lesoes recreio

Estudo realizado nos Estados Unidos pela Academia Americana de Pediatria (American Academy of Pediatrics) aponta aumento, entre 2001 e 2013, da quantidade de lesões cerebrais traumáticas ocorridas em espaços recreativos. Segundo a entidade, no país a cada ano mais de 21 mil crianças com 14 anos ou menos foram tratadas por lesões cerebrais traumáticas.

As pesquisas elaboradas pela Academia Americana de Pediatria revelam ainda que dois terços das lesões aconteceram em escolas e em instalações desportivas e recreativas. A boa notícia é que a maioria das crianças acidentadas foi tratada e teve alta. Outro dado que merece destaque indica que mais da metade dos pacientes tinham idades entre 5  e 9 anos.

LEIA TAMBÉM:

<<<<Crianças ativas no recreio aprendem mais>>>>

O estudo também revelou a quantidade total de lesões, cerebrais ou não, durante o mesmo período. Foram 214.883 casos, apesar das atualizações e melhoras em torno das normas que regem a indústria de equipamentos recreativos. Entre as exigências aplicadas em solo americano estão superfícies para áreas de jogos que reduzem o risco de lesões e de mortes causadas por quedas.

A maioria dos acidentes que culminou com lesões cerebrais ocorreu em barras, equipamentos de ginástica e balanços. O estudo recomenda a elaboração de estratégias para ampliar a supervisão dos adultos, reduzir os comportamentos de risco, manutenção adequada dos equipamentos e a melhora da estrutura da superfície das áreas desportivas e seus entornos.

8 recomendações para você

Deixe seu comentário