PUBLICIDADE

Saúde e Bem-Estar

Lotes falsos de medicamento para câncer são apreendidos pela Anvisa

Remédio é fabricado pelo laboratório Pfizer, que não reconhece os lotes; fórmula é usada para tratamento de tumores gastrintestinais

Alerta sobre falsificação do remédio foi feito pelos pacientes. Foto: Bigstock.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou nesta segunda-feira (5) a apreensão de lotes falsos do medicamento Sutent (50 mg, em embalagens de 28 cápsulas) usado no tratamento de tumores grastrintestinais.

A fabricante do medicamento, o laboratório Pfizer, não reconhece e nunca comercializou os seguintes lotes: nº 746EE, 747EE, 748EE, 190EE, 045AA, 191EE, 189EE, 985EE, 986EE, 987EE e 749EE.

O caso está em investigação pela Anvisa e polícias Civil e Federal.

Em nota, a Pfizer informou que foi contatada por pacientes e unidades do plano de saúde Unimed após relatos sobre suspeitas de alteração da coloração das cápsulas do produto e ausência dos efeitos adversos previstos em bula.

Segundo a Anvisa, como “medida de interesse sanitário”, todos  esses lotes se tratam de falsificação e devem ser apreendidos e inutilizados em todo o território nacional.

O remédio também é indicado em casos de tumores pancreáticos e carcinoma metastático de células renais.

Medidas

Também por meio de nota, a companhia informou que está apoiando e à disposição da investigação e que toma todas as medidas possíveis para evitar a falsificação de seus medicamentos, seguindo normas nacionais e internacionais de embalagens, “como por exemplo, a presença do selo de segurança e tinta reativa na embalagem secundária”.

O laboratório salientou ainda a ineficácia terapêutica dos medicamentos clandestinos e o risco para a saúde das pessoas e que, “apesar de todos os esforços, é importante que os pacientes, profissionais de saúde e parceiros fiquem atentos a qualquer alteração que encontrem nas embalagens dos medicamentos, ou mesmo nos produtos, contatando as autoridades sempre que tiverem dúvidas”.

A companhia também divulgou que está à disposição das autoridades, pacientes e parceiros por meio do telefone: 0800- 7701-575.

LEIA TAMBÉM:

PUBLICIDADE